Estrada para lugar nenhum.

Pela internet, uma vida de mochileiro parece invejável. Montanhas, praias, festas e sorrisos. Não pega bem parecer triste na minha vida.

Se me perguntarem, por que de viver assim? Digo que é meu modo de vida, uma forma de ser livre. Sou um “Nômade contemporâneo”. Cada dia em um lugar, com pessoas diferentes, festas, bebidas, conversas, paixões e romances sem fim. Ah, como queria que tudo fosse apenas fim, e os meios um piscar de olhos. Não vou negar que o aprendizado é maravilhoso. Mas tudo isso é melhor, quando temos para onde voltar.

Formado, em um país em crise, promovido de estudante à desempregado. O aluguel já não é mais pago. Vivo como a maioria dos meus, de sofás em sofás, em sub-empregos que na maioria das vezes não fazem jus ao meu pequeno canudo de bacharel. A casa dos meus pais, permanece por mim. Mas não é minha, cresci, envelheci, fiquei sistemático. Tenho minha forma de viver, de falar, de ser. Tenho minha forma de amar e de curtir, hábitos de escrever bebendo e fumando no quarto fechado. Mas a casa não é minha e escrever na varanda não é a mesma coisa.
 
Amo viajar. Passei minha juventude lendo a Beat Generation, ouvindo estradeiros como Dylan e Belchior. Mas nos últimos meses não faço por tesão, faço por tédio. Não viajo, apenas vago. Penso que todos eles o fizeram por tédio também. Uma aventura em busca de um sentido maior. Romantizei o caos e a solidão, tento me sentir como meus ídolos e assim fica mais fácil viver com nesse mundo em chamas. Todo lugar que chego, fico ansioso pelo próximo a chegar, sempre na vã e na vil esperança de que por lá vou encontrar um pedaço de chão pra chamar de meu.

Sou o futuro do pretérito da história. Sou um rapaz, latino americano, sem dinheiro no banco, sem parentes importantes, vindo do interior. Sou cada vez mais como meus antepassados, viajando légua tirana, em busca de uma terra prometida que só existe na crendice popular.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.