Querido Amigo

Querido amigo, 
Muito obrigado por ser meu amigo
Agradeço-te com a força da minha alma

Obrigado por dizer que estarás sempre aqui
Ao meu lado 
Por me chamar para brincar Onde eu fui o motivo da brincadeira
Obrigado pelos “estranho”, “retardado” e “ridículo”
Por me deixares ver teu eu bem, todos os teus perfeitos traços 
Por me comparar a ti, Hosana nas Alturas És Tu!

Obrigado por esta lição
 Aprendi que não ser parecido contigo é digno 
Nunca foi minha intenção não ser eu 
E se eu fosse escolher ser alguém 
Jamais seria TU!

Obrigado por espalhar meus segredos 
Contá-los pelas minhas costas 
E depois seres puritano para cima de mim 
De mim! DE MIM!

Obrigado por criar a tua versão perfeita e pura da história
 Onde, só eu, somente eu, apenas eu 
Não presto

Te agradeço por ser meu amigo 
És meu maior exemplo do não ser amigo 
Fico grato pela queda da tua máscara diante de mim

Fico aos frangalhos pela tua furtiva passagem aqui 
Pelas ameaças, pelos furtos da minha felicidade 
Pelo medo de sofrer (mais?)

Fico alegre e contente pela tua saída daqui 
Obrigado por me deixar saber 
Que para ti, eu nada fui 
Apenas um enganado, espera-te! Passou-se, feito o vento, fui-me

E sem olhar para trás 
Sem te olhar mais

Like what you read? Give PVNeto a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.