Uma mentira bonita

Poeta ? Eu não sei, sou apenas um aproveitador, diria que bom observador. Tiro proveito da amargura, dos tons obscuros e tristes da vida, do cantar de um pássaro, da rotina que cansa e corrompe, de um amor secreto. Eu faço do tempo meu, vejo a beleza, o puro e as vezes com atenção, observo também o feio e impuro. Converso comigo mesmo e brinco com o acaso, com a minha existência, com uma pequena situação que nem ao menos notariam.

Escrever em boa parte é parar por um instante e refletir sobre um pequeno detalhe ou algo que sempre esteve com você. Ser escritor não passa de pegar um pequeno instante, um pequeno momento de reflexão, estes que não durariam segundos e transformá-los em eternos. É ser observador, transformador, sim, mero aproveitador.

Se tira poesia de tudo, afinal, tudo é mera poesia.