Porque nós nunca vamos dar certo

Nós nunca poderíamos dar certo, olha pra você…

Você é o centro das atenções, enquanto eu sou aquele figurante de fundo apenas observando.

Você entra e faz o ambiente mais agradável, não importa onde seja. Eu entro e nada muda, as vezes tenho a impressão que piora.

Você sempre diz a coisa certa na hora certa, enquanto eu me confundo nas palavras e acabo passando vergonha.

Você sempre tem um sorriso no rosto não importa qual a situação, eu pelo outro lado continuo com essa cara de quem odeia o mundo.

Você sempre vê o lado bom das pessoas, mas eu sempre procuro as falhas e os erros, desculpas pra não precisar me preocupar com elas.

Você sempre termina as coisas e sempre chega nos horários, já eu sempre acho que aqueles cinco minutos finais vão ser suficientes.

Você sempre abraça… aqueles abraços que passam segurança e afeto, enquanto eu mantenho todo mundo na distância de um aperto de mão.

Eu já te vi ajudar tanta gente… tantas vezes… já o meu pensamento é: “se eu não consigo nem me ajudar como eu posso ajudar outra pessoa.”

No geral você é uma pessoa muito legal.

E eu sou uma mala, daquelas de rodinha estragada que sempre vai ficar agarrada nos buracos da calçada.


Quando acabou de dizer tudo não conseguiu conter as lágrimas, ambos choravam como crianças mas ninguém se moveu, permaneceram parados olhando no fundo dos olhos um do outro, e quando as lágrimas cessaram um largo sorriso se abriu em suas bocas.

Enxugaram as lágrimas.

Tiraram o sorriso do rosto.

_Foi bom conversar com você, pena que vai sempre estar preso e só eu posso te ver.

Se virou e saiu de frente do espelho.