Animais silvestres que lembram certas pessoas

AQUELE FRIO de rachar os lábios, de comprar manta térmica extra na Pernambucanas e ouvir sua tia cantar o jingle “NÃO ADIANTA BATER, (…)”, aquele frio mesmo, frio danado, e o Sérgio Chapelin pede a seu assessor o seu celular, “ASSESSOR, O MEU CELULAR” / “Onde você botou ele, senhor???” / “NO MEU BOLSO ESQUERDO, ASSESSOR”, o Sérgio Chapelin pedindo ajuda do seu assessor para alcançar o seu celular no seu bolso esquerdo porque estava frio pra caramba, aquele frio de congelar as juntas do Sérgio Chapelin.

“ASSESSOR, LIGUE PARA O SENHOR ROBERTO IRINEU MARINHO DO MEU CELULAR” / “Tô ligando, senhor!!!”

O Globo Repórter da semana que vem ia ser sobre o Alasca. Sobre o Alasca e a dieta do óleo de pênis de baleia cachalote. Sobre o óleo milagroso que estava proporcionando vida eterna aos alasquenses. Se bem que agora eu nem sei se ia mais ser na semana que vem.

No Alaska, o maior frio de matar gato, frio de congelar coração de curitibano, o Sérgio Chapelin gravando o take 7 do lado de uma baleia cachalote imensa morta com o pinto pra fora e os esquimós extraindo o óleo do pinto morto dela. O Globo Repórter era pra passar semana que vem. Se bem que agora eu nem sei se ia mais. O Sérgio Chapelin passando óleo de pinto de baleia cachalote na pele do seu pescoço e sorrindo. O Sérgio Chapelin provando o sabor do óleo de pinto de baleia e fazendo cara feia, mas depois sorrindo porque tudo ali estava sendo filmado. E ia passar na semana que vem.

“ASSESSOR, LIGUE PARA O SENHOR ROBERTO IRINEU MARINHO DO MEU CELULAR” / “Tô ligando, senhor!!!”

Um imenso leão marinho interrompe a gravação. Um leão marinho furioso, imenso e furioso, com marcas de brigas com outros leões marinhos alfa e uma delas que lembrava o símbolo da maçonaria de Teresópolis avança em direção a Sérgio Chapelin todo bezuntado. O leão marinho imenso e furioso deita sobre os pés de Sérgio Chapelin e olha em seus olhos. O leão marinho tem o mesmo olhar do falecido Doutor Roberto Marinho. Aquele leão marinho naquele frio da porra tem o olhar do fundador das Organizações Globo. Aquele leão marinho é a cara do Roberto Marinho.

***

Animais domésticos que lembram certas pessoas

Beth Goulart era a cara do seu próprio peixe-beta. Mas a Beth, coitada, a Beth nem tinha se dado conta disso ainda. Mesmo depois de observar o seu peixe-beta durante as últimas três horas.

O cabelo da Beth ela tinha pintado de preto e feito um babyliss todo diferente que deixou ela ainda mais a cara do seu peixe-beta macho, o Alípio. Lembra do Alípio, o cavalo do Júlio do Cocoricó? O Cocoricó da TV Cultura? A TV Cultura do Padre Anchieta? Das suas tardes de niilismo infantil depois da escola, ligando e desligando a TV só pra sentir a estática da tela puxar os seus cabelos? Lembra?

A Beth Goulart ali, toda niilista olhando seu peixe-beta que era a sua cara. E o peixe-beta, o Alípio, olhando de volta — até que uma hora os olhos dos dois se encaixaram e a boca também. Foi aí que a Beth percebeu, “EITA, eu sou quase igual o ALÍPIO, ALÍPIO é quase ALÍVIO, BETH é quase BETA”. Foi quase isso quando a Beth percebeu que era quase um peixe-beta.

***

Bichos de pelúcia que lembram certas pessoas

A Rainha Elizabeth II, coitada, anda mais velha e caduca do que nunca. Deus salve a rainha. Seus filhos, seus netos, aquela parentada toda que a gente vê na tevê, já cansou de ajudar ela, velha e caduca desse jeito. Agora ela deu pra brincar de pelúcia, vê se pode?

Deus salve a rainha. Porque nem eu já não me aguento mais. Outro dia ela deu pra falar que a Diana estava lá, no quarto real dela. Fui lá ver e era o que? A girafa de pelúcia que ela tava chamando de Diana. Se a dona Diana sabe uma coisa desses que a rainha acha que ela parece uma girafa. E eu falei “A SENHORA TÁ VELHA E CADUCA, DONA RAINHA”, desse jeito mesmo, porque além de velha e caduca ela anda surda. Deus salve a rainha.

Hoje cedo chegou visita pra dona Rainha Elizabeth II. “DONA ELIZABETH OS BEATLES TÃO AÍ QUEREM VER A SENHORA”, mas ela andava velha, surda, caduca e não respondia. Eu deixei entrar os meninos, tão fofos eles, coitados, de cabelo cortadinho, eram bem uns ursinhos. Deu nem cinco minutos eles vinheram me avisar que a rainha, tadinha, não respirava, não respondia. Corri sair comprar pilha pra rainha. Pilha novinha. Deus salve a rainha.