O jeitinho brasileiro de discursar malandramente
Rodrigo Goldacker
312

Rodrigo, teu texto é simplesmente perfeito. Não tenho cá o que acrescentar, todas as palavras estão aí – ele é perfeito.

Todavia, para aqueles que leem os comentários, fica a dica do livro O Homem Cordial e da Ópera do Malandro, onde ambos os Buarque de Hollanda demonstram um saber imenso sobre a formação sociocultural do Brasil.

Outro adendo. Costumo dizer ‘todo gaúcho deveria ler O Tempo e o Vento!’. Quando perguntado o por quê, dava várias respostas; mas sintetizo-as todas em uma frase, que te parafraseando, ficaria: O Tempo e o Vento é o nosso Os Lusíadas.

Pena não haver um para unir-nos como nação brasileira.