BR OBEAH CARDS — Cartões de Previsão de Corridas Surrealistas

Há bastante tempo eu pesquiso a vida, obra e sistema mágico de Austin Osman Spare. Este artigo vai falar de um baralho feito por ele para sua amiga de escola chamada Ada Millicent Pain. Ela o abrigou em sua casa localizada em Brixton na rua Wynne Roadque nº 5, após sua casa/estúdio ser destruída por uma bomba no fim da Segunda Grande Guerra.

Retrato de Ada Pain pinta do Austin Osman Spare em 1926

Ada gostava de apostar em cavalos e para seu aniversário, em retribuição aos cuidados que recebeu dela, Spare decidiu ajudar magicamente com um presente. Na época os livros de apostas e apontadores independentes estavam proibidos inviabilizando cadernos e diários de notas. Então AOS tentou usar uma assunção de forma-deus de entidades equinas, diversas entidades e métodos pois na sua visão toda aposta é um tipo de oráculo. A resposta que importa é se “terei/não terei sorte” ou “o cavalo vai bem/mal na corrida” assim como a maioria dos oráculo diversos métodos foram tentando tais como concentração, vibração, meditação indo até fitar os olhos de uma pessoa estranha após pensar na aposta para obter a resposta.

Ficou decidido que um baralho seria feito, numerado entre 25 e 50, com o servidor chamado MANIFESTAÇÃO DO KARMA e os teste começaram. Rapidamente atingiram a liderança das apostas nos dias testados e decidiram que para ajudar aos apostadores o baralho deveria ser vendido na primeira Exposição Surrealista Internacional de Londres.

Item 176 da Exposição/Feira Internacional Surrealista foi colocado com o preço de 3 guinéus se feito à mão e de 5 xelim na sua versão impressa.

A palavra OBEAH é de origem africana e caribenha e denota algo sobrenatural que pode ser reconsagrado para usos diversos, no caso do experimento original foi a criação dos “Surrealist Racing Forecast Cards”. Por esse motivo adaptamos o nome do projeto para BR OBEAH e reeditamos uma versão do baralho com as versões disponíveis da imagens do servidor desenhado por Austin Osman Spare.

Escolhemos o dia das maiores corridas de cavalos anuais no Jockey Clube Brasileiro. O Grande Prêmio Brasil acontece todos os anos e reúne os maiores nomes do turfe com a maiores premiações possíveis, gerando assim a maior quantidade de energia aplicadas para o teste.

Haviam dúvidas quanto ao poder de atuação do servidor e sobre a validade do baralho como forma da projeção deste suposto poder. Comecei a testar na própria distribuição do baralho determinando uma versão do servidor para números negativos e outra para números positivos.

Duas versões do servidor da Manifestação do Karma utilizadas de diversos modos

Antes do dia marcado para o uso com os cavalos fiz um teste pessoal onde desenhei um sigilo nas costas da carta desejando algo de complexidade simples ou médio de manifestação. Fui prontamente atendido e meu chefe não só saiu da sala no momento como mais cedo do trabalho no dia. Documentei meio surpreso os resultados e contei aos outros que iriam participar da experiência com o baralho.

A sentença desejada foi: “CHEFE SAINDO AGORA”

Vale lembrar que não fiz qualquer tipo de carga ou vitalização, ritualizada ou não, apenas fiz o sigilo enquanto estava esperando ele sair do telefone. Sentado ali na frente dele de onde tirei essas fotos. Assim que ele desligou me liberou, levantou e saiu da sala.


Comecei apostando no primeira páreo utilizando o método descrito no artigo Two Tracts on Cartomancy onde AOS indica que deve ser feita a mentalização do desejo de se encontrar a melhor chance de vitória para a próxima corrida, vide trecho do artigo abaixo.

Logo no primeiro páreo fiz um teste rápido apostando na égua ENTOJADA e perdi. Aguardei o próximo páreo, me concentrei melhor na manipulação nas cartas e no desejo e apostei realizando o método acertei o vencedor de nome CONCILIUM que chegou na frente mas devido a uma penalidade ficou com o segundo lugar. Interpretei esse acontecimento como uma possibilidade de alterar a natureza do teste e passei a jogar também no placê. Apostando assim na primeira e segunda “melhor opção de vitória” apontada pelo baralho eu segui apostando até o fim do evento.

CONCILIUM ganhou mas não levou devido a uma penalidade ficou em segundo lugar

No páreo seguinte repeti o procedimento do modo mais similar possível. Acertei o placê do sexto e sétimo páreos. Fiquei maravilhado com o índice de acerto e pela ação certeira do servidor.

Acerto no sexto páreo

Eu já estava satisfeito com e até dava a experiência por terminada mas o Sr. Feliciano que estava comigo participando do evento decidiu fazer um teste com uma intervenção direta no resultado. Segue abaixo seu relato de como ajudou NUIT MAGIQUE a sair de última posição e ganhar o Grande Prêmio Jockey Clube de São Paulo.

Fomos ao Jockey testar o baralho do Spare de jogo no Grande Prêmio no Jockey. Apostei nos páreos 6, 7 e 8. No páreo 6 embaralhei as cartas me concentrei e tirei a carta de cima e a de baixo. Apostei dez reais em cada um, não ganhei nada. No páreo 7 me concentrei em ganhar dinheiro, novamente tirei as cartas de cima e de baixo, apostei dez reais em cada. Um não ganhou, mas acertei o ganhador da corrida principal, recebi R$130,00. No páreo seguinte havia um cavalo chamado Nuit Magique. Pirei com o nome, era o cavalo numero 14, peguei a carta de numero 14 e desenhei nela um sigilo que tinha feito o rascunho com escrita automática em um papel qualquer. Mentalizei para carregar o sigilo, tomei o primeiro gole de uma cerveja tentando transferir toda a sensação de prazer para a carta depois soprei ela. Botei a carta no bolso. Nuit Magique chegou em primeiro, ganhei R$80,00.

Além do teste com corridas de cavalo outros jogos foram tentados e varições do baralho com animais de jogo-do-bicho, números de bingo e sorteio eletrônicos todos com resultados que em sua grande maioria acertam ou ficam muito próximos do resultado correto.

Carta de um baralho misturando animais do jogo-do-bicho

Eu considero o uso do baralho e a ação do servidor um sucesso e provavelmente faremos maiores e melhores testes no futuro. Por enquanto podemos aproveitar que ninguém ficou no prejuízo comprovando de magia e jogos de azar são o ótima combinação.

Like what you read? Give Pedro Pietroluongo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.