Amor a Vapor

O Trem parte e o som das engrenagens do motor a vapor servem como um relógio que leva a mente de Luiz a um devaneio sem fim, estava deixando sua amada, após sair de sua cidade para viver com ela, só que deixou que seus vícios sobrepujassem suas virtudes e foi pego em seu pecado, quando sem querer, Alice sua amada leu sua carta libidinosa para uma qualquer, manuscrito inegavelmente excitante, mas sem importancia para Luiz, que nem cogitou a ideia de que tais cartas feriram a honra e valores de Alice.
Mas feriu tão profundamente seu coração que a única saída de Luiz foi partir, voltar a suas terras, sua antiga vida como um homem completamente novo, seus devaneios o levaram ao porque deste tão malfadado vicio e como seria possível amar de maneira tão desprendida já que seu amor era tão imenso a ponto de escrever, mas nunca cometer o ato, e não notou que isso já era traição. Seu navio partia, e o seu coração ficava pois mesmo com defeitos havia amor e mesmo com amor havia ferido sua amada.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.