E quer saber? Eu não me arrependo.

Me disseram que eu sou realista demais. Sou mesmo. Sou pé no chão. Já criei raízes no subsolo. Já perdi toda e qualquer esperança. Talvez seja porque eu cansei de me iludir e cansei de ver o que a ilusão faz com as pessoas. É bonito no início, mas uma hora temos que voltar para realidade por mais dura que ela seja. E quer saber? Eu não me arrependo.

Me disseram que eu sou realista demais. É porque não conhecem o meu outro lado. O lado que, todas as manhãs, me faz sonhar acordada um pouquinho antes de levantar. O lado que, uma vez por semana, me faz preferir não levantar, para poder fantasiar mais um pouco. O lado que me acorda na madruga para escrever um texto ou uma pequena declaração de amor platônico, que ninguém precisa conhecer. E quer saber? Eu não me arrependo.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.