acadêmicos e jornalistas
t. c. soares
353

O problema é que não é toda a academia e não é a imprensa no geral. É um grupo específico de acadêmicos contra um conglomerado midiático específico.

Esses acadêmicos podem e devem recusar de participar de qualquer coisa que não se alinhe com a filosofia deles, mas eu não concordo que eles devam aceitar ir ao ar com o pretexto de discutir certo assunto, mas com a intenção de criticar a emissora ou o conglomerado.

Quando eles recusam, dão seu posicionamento pessoal, mas, quando aceitam, representam a instituição a que fazem parte. Imagino que, se centros de pesquisa, universidades, etc. não fizerem nenhuma declaração, querem se manter neutras no assunto.

Não vejo nenhuma solução a curto prazo para essa questão. Apesar de a imprensa controlar o conteúdo, não controla o acesso à informação. Isso é ótimo para todos que discordam dos métodos da mídia, porque podem ser ouvidos de outra forma.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Perlroth’s story.