E a gente se espoja na lama tentando lavar a alma. A gente deita na cama e chora nosso drama, perde a calma. E a gente extravasa. A gente faz tudo errado, faz o caminho inverso, procrastina olhando pro teto ao invés de se ocupar. A gente nunca sabe de nada mas sempre ousa questionar e acaba gerando algumas convicções a fim de se afirmar. A gente é gente. Que sente, que fere, que mente. Tão inconsequente tão incoerente que chego a duvidar de tudo que escrevi até aqui.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Letícia Domingues’s story.