Quanto maior a centralização, maior a demanda por governança democrática

Peter Krauss
Mar 11, 2017 · 1 min read

Há um consenso na “comunidade do bem” quanto à necessidade de se descentralizar tudo, de governos a empresas, da Internet ao game. Mas há um tremendo preconceito, dentro da mesma comunidade, quanto a centralizar o que a razão nos diz que é preciso centralizar.

… Por exemplo, uma banda de 4 instrumentos não precisa de maestro, mas uma orquestra de 40 instrumentos precisa. Uma galera que curte jogar futebol, precisa agendar hora e local de forma centralizada, não dá para decidir “cada um por si” o que acha melhor.

Enquanto existir esse preconceito entre nós, haverá justificativa entre “eles” para a polarização entre “eles e nós”.


E haverá desperdício de energia, querendo descentralizar o que a razão manda apenas democratizar…

Autoridades centrais nos padrões gerais (ISO, ABNT, RFC, ePING…)
são necessárias. Os usuários das normas são autônomos, são poderes distribuídos, livres para decidir o estilo de governança que desejam seguir, assim como aderir ou não a um padrão voluntário. Basta, em contra-partida, haver direito de votar e de participar da formulação do padrão, seja ele voluntário ou obrigatório — com consultas públicas participativas e pelo voto, decidindo aquilo que a maioria dos votantes vai ditar como padrão.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade