Fantasma

Estou preso num amável pesadelo

Sinto brisas com teu cheiro

Vejo-te em tudo quando fecho os olhos

Deitado ao meu lado em minha cama

Sorrindo pra mim do outro lado da mesa da cozinha

Sinto tua mão deslizando em meu corpo junto com a agua do chuveiro

Sinto teu calor quando abraço meu travesseiro

Vejo-te nas ruas

Andando ao meu lado e falando bobagens

Sinto o gosto de teus beijos quando como jujubas.

Acordo assustado de madrugada

Procurando-te na imensidão vazia da minha pequena cama

Vejo teu rosto quando me olho no espelho

Você esta em tudo

Em tudo em mim

Em tudo ao meu redor

Você se tornou o meu fantasma.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.