Notas de um observador: Amizade

Notas de um observador: Existe um laço entre humanos, que poucos conseguem explicar o por que de ser tão forte, mas todos sabem nomear. Chamam ele de amizade. Não falo dessas de pessoas que só se conhecem, falo daquela de pessoas que se amam. E dessa amizade existem vários tipos, eis aqui a lista do que pude observar:

“Pau pra toda obra”, é o que não importa a cilada ou festa que vai, você sempre sabe quem vai levar. Este tipo não costuma dizer não aos seus convites e tem pleno conhecimento de que quando precisar vai ter retribuição.

Um dos mais comuns e que está muito associado ao anterior, são os amigos desabafo. Não é que eles só trocam conversas tristes, mas sim que sabem tudo um da vida do outro. Costumam participar ativamente da suas decisões de vida, as vezes até mesmo fazendo você desistir de algo que estava certo, pelo simples fato que não agrada a eles, e acredite, na maioria das vezes estão certos. E quando não estiverem, boa sorte na sua saga para tentar convencer.

“Amigo do meu amigo é meu melhor amigo”, nunca te vi mas sempre te amei, é a definição desses dois. Por possuírem um gosto em comum pela mesma pessoa esses dois acabam sendo grandes amigos sem mesmo ter sido apresentados antes, é como sempre se conhecessem. Talvez a atividade mais divertida nos primórdios dessa relação seja zombar o amigo que apresentou os dois, muitos dizem que essa deve ser uma das melhores diversões de uma vida.

“Amigos que são amigos e se pegam e acham que fica só nisso”, nunca vi pessoas mais ingênuas do que os que entram nessa relação. Sério mesmo, ser amigo significa entender a pessoa, gostar dos defeitos e qualidades, conhecer a historia e problemas. Ai vocês resolvem se beijar, envolver outros sentimentos e querem mesmo me enganar que isso é só amizade? Por favor, me engane e diga o que não quer, mas não faça isso com você.

Unilateral. Perigo a frente. Você não sabe por que, não consegue explicar, mas simplesmente tem um fraco por uma certa amizade que não é correspondida. Normalmente o outro lado vai sempre aparecer quando precisa de algo seu, e num piscar de olhos você irá dizer sim. Por que? Nunca entenderemos, mas você dificilmente irá negar algo a esta pessoa até um dia que decidir que certos amores são malignos.

Fazendo um contraponto, está a amizade Gasparzinho. São amigos que nunca se veem, as vezes por distancia, mas normalmente sempre moram na mesma cidade. Foi que a vida se deu por trabalho de separar o universo dos dois. Mas não há problema, nos anos bissextos em que a Lua encontra com Júpiter, esses amigos se encontram e parece que não se viam fazia somente algumas horas e a relação continua de onde parou.

“A união faz a força” é o famoso grupo de amigos, onde você se sente mais vivo, mais único e mais você. Eles te conhecem por vários ângulos, eles sabem vários pedaços da tua historia, então não há o que esconder, não há mesmo nem como esconder. Neste grupo é onde você simplesmente não precisa de nenhuma máscara. Mas cuidado, as vezes a sensação de segurança que eles te trazem pode ser maior do que a verdade, e as vezes confundimos uma participação especial no grupo do que na verdade ser o power ranger branco.

Um caso dos mais belos, se me perdoem o intrometimento, são os amigos a distância. Tudo daria motivos para essa relação nunca ir a frente. Você não vê a pessoa, seus horários são incompatíveis e até mesmo seus jeitos são diferentes. Porém algo é certo, não conseguem viver longe das redes sociais para ter o apoio do outro. Eles não podem ter um abraço que buscam nos momentos mais tristes ou o suporte nas horas mais tensas, mas sabem que ao fechar os olhos, vão sentir o seu amigo do seu lado dizendo aquelas belas palavras: “Larga disso e deixa de frescura.”

Mas tem o ultimo de todos, o melhor amigo. Aquele que faz parte de tudo isso e mais alguns, que acredito eu, nunca entenderemos. Aquele que num piscar de segundos está ao seu lado. Que te entende só de olhar nos teus olhos. Aquele que te ama.

É bem verdade que existem vários tipos, alguns perigosos, outros danosos, mas todos são seus. Perto, longe, muitos ou um só, o bem da verdade é que amizade não tem cor e endereço, ela tem amor.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.