Eu nunca fui boa em tomar decisões. Na hora de decidir algo, sempre ficava analisando os prós e contras e nunca conseguia me manter firme em um posicionamento por medo do resultado. E talvez isso seja fruto da minha extrema falta de segurança em mim mesma. Sempre estive muito preocupada com o que eu tinha a perder mas nunca pensava no que eu poderia ganhar. 
O engraçado da vida é que a gente esquece que independente das escolhas que a gente faça, as consequências vão vir mas isso não é necessariamente algo ruim. As consequências também trazem experiência e com ela vem o aprendizado. A gente também precisa deixar a vida ensinar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.