Quatro faces da análise de dados: conheça a análise prescritiva

Continuando a série sobre as quatro faces da análise de dados, no post de hoje falaremos sobre a análise prescritiva. Ao contrário da análise preditiva, que verifica a situação do mercado para prever crises ou oportunidades, ela tem a função de entender como você pode planejar uma estratégia específica para que ela traga resultados efetivos. Nesse sentido, esse tipo de processo é capaz de apontar as possíveis consequências das suas ações.

A análise prescritiva, quando bem aplicada, traz vantagens para todo tipo de empresa. Confira, abaixo, alguns exemplos de setores que podem tirar benefícios desse processo:

Varejo

Na área de vendas, o uso da análise prescritiva pode relacionar-se diretamente com a precificação dos produtos. Por exemplo: no inverno, as vendas de abrigos tendem a aumentar. E aí, o que é melhor? Manter os preços em busca de mais lucro ou fazer promoções para tentar conquistar um volume maior de vendas? Com o uso da análise prescritiva, essa decisão pode ser tomada de forma mais rápida e fácil.

Logística

A área de logística também tem muito a ganhar com a análise prescritiva. A partir desse processo, é possível, entre outros benefícios, definir quais são as melhores rotas para os transportes dos produtos e escolher em quais pontos é mais indicado investir na instalação de centros de distribuição.

Saúde

Já na área de saúde, a análise prescritiva é bastante útil na gestão dos planos de saúde. Com ela, é possível traçar padrões para os pacientes de acordo com os tipos de patologia. Assim, torna-se mais fácil definir qual é a melhor opção de plano para cada grupo.


Originally published at www.plugar.com.br on July 27, 2016.