#30DiasSemRacismo

Todos os dias presenciamos situações que, apesar de corriqueiras e supostamente normais, são preconceituosas e causam danos (diretos e indiretos) às pessoas negras no Brasil.

No dia 20 de Novembro é celebrado o Dia Nacional da Consciência Negra, o qual procura remeter à resistência dos negros à escravidão e a toda e qualquer forma de opressão em razão da raça, cor ou etnia.

Pesquisas recentes demonstram que, apesar de negros (pretos e pardos) representarem mais da metade da população brasileira, ainda são poucos (menos de 6%) os cargos de alta direção ocupados negros no Brasil. Situação semelhante ocorre nos cargos parlamentares, dentre os 513 deputados federais eleitos em 2014, apenas 18,1% se autodeclararam negros (14,4% pardos e 3,7% pretos).

Existem pesquisas que indicam ser necessários 21 dias para a mudança de um hábito, então nada melhor do que utilizar o mês da Consciência Negra para engajar as pessoas na reflexão e revisão de hábitos preconceituosos.

Durante 30 dias, iremos postar desafios baseados em situações corriqueiras que são discriminatórias. Convidamos que você e toda a sua timeline, independente da raça, cor ou etnia, participem, compartilhem com a hashtag #30DiasSemRacismo e nos ajudem a ampliar a reflexão sobre o tema para que o racismo na sociedade brasileira seja desconstruído a cada dia.

Revisitar nossas falas e nossas atitudes é o primeiro passo para tomar consciência da sutileza do racismo em influenciar a forma como enxergamos o mundo e tratamos as pessoas ao nosso redor.

Desafie-se diariamente a praticar a empatia, descubra novas perspectivas e tire, de uma vez por todas, o racismo da sua vida.

Comece agora o desafio dos #30DiasSemRacismo!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.