Mini wedding ou igreja? | Mini wedding or church?

(English version bellow)

E aquele clichê de que todo relacionamento é lindo no começo, é fato ou mito? Não sei dizer. Um fato que posso afirmar é que sempre começamos já fazendo muitos planos, quase sempre esquecemos do tempo presente e já idealizamos apaixonados, o novo apartamento, o vestido de noiva, igreja ou um local à beira da praia para a realização de um mini-wedding (nova tendência intimista para os casamentos), apartamento ou casa, dois carros ou um carro só, viagem pós casamento ou festa? Sim, isso acontece, e cá no meu mundo de poeta extremamente sensível isso sempre foi uma realidade. Não sei na de vocês, aliás sei, acho que acontece só comigo.

Nessa jornada de vários começos e alguns recomeços, uma coisa aprendi; o tempo presente sempre será inevitável e sempre falará mais alto. Sabe aquela surpresa realmente inesperada, surpresa de verdade, em dia comum (não contam datas comemorativas), aquelas declarações face a face, os textos apaixonados que mandou no aplicativo de mensagens, aquele texto lindo que de repente te deu vontade de deixar no feed do seu parceiro(a), as semanas que sofreu junto com o outro e tantas outras benfeitorias, pois então, isso é passado e não será usado como contrapeso na balança da dor, quiçá aqueles sonhos lindos que tiveram para o futuro.

É natural do ser humano, todos criamos defesas ao longo da vida, é muito comum de um momento a outro nós “des(idealizarmos)” o outro, isso, acabei de criar essa palavra, percebi que o príncipe romântico e doce também azeda de vez em quando, a princesa meiga e linda também tem suas crises e que ambos em um momento de imersão em sentimentos e traumas criados no passado, principalmente na infância, podem se transformar em verdadeiros monstrinhos.

O que fazer nesses momentos? Sinceramente não sei, cada indivíduo tem uma necessidade e a coisa fica feia quando as necessidades são opostas. Te decepcionei né? Sinto muito, mas não escrevi esse texto com a resposta ou solução, escrevi apenas por ter entendido que nada que tiver feito no passado, ou sonhado pro futuro servirá de contrapeso pra nossos “erros” que muitas vezes nem são erros, e sim, o momento presente inevitável e mais forte que tudo. Se alguém ai tiver a resposta por favor me diga.

Com amor,

Felipe Escobar
Poeta e Agente do Pertencer
Instagram: @poesfera
Facebook: fb.com/poesfera

Quer colaborar com qualquer valor para ajudar a realizar meus sonhos e continuar escrevendo o que está no meu coração? Clique no link abaixo, é super seguro! Gratidão! Sou por que somos. ❤

English Version

Mini wedding or church?

That cliché that every relationship is beautiful in the beginning, is it fact or myth? I can not say. A fact that I can say is that we always start making many plans, we almost always forget the present time and, when we are in love, we idealize the new apartment, the wedding dress, the church or a place by the beach for a mini wedding (new intimate trend for weddings), apartment or house, two cars or a single car, a trip after the wedding or a party? Yes, this happens, and here, in my world of an extremely sensitive poet, this was always a reality. I don’t know about you, In fact, I know, I guess this happens only to me.

On this journey of several beginnings and some new beginnings, one thing I have learned: the present time will always be inevitable and will always speak louder. Do you know that surprise that is really unexpected? A real surprise, in an ordinary day (commemorative dates are not included), those declarations face to face, the passionate texts that were sent in the message’s app, that beautiful text that you suddenly wanted to write in the facebook feed of your partner, the weeks you have suffered with the other and so many other good deeds, so then, this will become past and it will not be considered in the scale of pain, perhaps those beautiful dreams you had for the future.

It is natural for the human being, we all create defenses along our lives, it is very common from one moment to another that we “des(idealize)” the other. I have just created this word, I have realized that the romantic and sweet prince is occasionally sour too. The sweet and beautiful princess also has her crises and both of them, in a moment of immersion in feelings and traumas that were created in the past, especially in childhood, can turn into real little monsters.

What can we do in these moments? I honestly don’t know, each individual has a need and the thing gets worse when the needs are opposite. Have I let you down, haven’t I? I’m sorry, but I haven’t written this text with the answer or solution, I’ve written it only because I understood that nothing I did in the past, or dreamed about in the future, will serve as a counterweight to our “mistakes”, that are often not mistakes, but the inevitable present moment, that is stronger than everything. If there is anyone there who has the answer for this issue, please tell me.

Lovely,

Felipe Escobar
Poet and Agent of Belonging
Instagram: @poesfera
Facebook: fb.com/poesfera

Do you want to collaborate with any value to help me to fulfill my dreams and continue writing what is in my heart? Click in the link below, it’s super safe! Gratitude! I am because we are.

https://pag.ae/bgfvGg9