Vamos colocar uma meta e torcer pra dobrar

Segunda-feira, 04 de janeiro de 2016, também conhecido como “o primeiro dia útil do ano”! Assustador. Eu sei.

Eu planejei umas tarefas pra esse dia. Eu tava animadinha. Nem dormi no volante. Isso indica MUITA animação! Só que. Costuma ter uns só que na vida, né? Acontece. Superem! Eu meio que cheguei na firma e tá tudo de recesso, né? É o Congresso, que pode destruir o Executivo. É o Judiciário, que pode frear o Congresso. E é o Executivo lá, que só não faz verão, que já é. Mas na minha vida FRIO.

Então que depois de ler a internet eu achei que rolava de dividir resoluções de ano novo com meus oito leitores. Eu não pensei em nada especial na hora da virada (TALVEZ PORQUE NÃO TENHA DADO MUITO RESULTADO NOS ÚLTIMOS 27 ANOS!), então vamos trabalhar com uma lista a posteriori.

Uma coisa que coloquei na cabeça é que eu quero correr. Sei lá. Fôlego, tô velha, minha corridinha fake na esteira quebrada não me ajuda em situações comuns como a possibilidade de perder o voo ou quem sabe se eu precisar correr de alguém na rua, então acho que correr é uma boa pra mim. Os joelhos? Fodam-se eles! Mentira. Se eu odiasse mesmo meus joelhos eu faria cross fit. Mas deixa os joelhos aqui. Ainda tenho uns bons anos descendo na boquinha da garrafa nessa vida.

Eu também quero ler em 2016. Gente! Eu não li ano passado. Shame on me porque, cara, ler é bonzão. Mas eu fui super mãe solteira em 2015, logo, manda aquele perdão que só as mães merecem porque eu desempenhei bem.

Eu quero assistir coisas selecionadas. E esse é o desejo/meta número três! Eu tive TV por assinatura em casa pela primeira vez na vida ano passado, então o que passava no Telecine eu engolia. Esse ano pretendo abandonar isso aí e voltar a ser uma pessoa que escolhe as produções audiovisuais que vão invadir sua mente. Assistir melhor e, com certeza, assistir menos.

Eu quero estudar. Esse será meu ano back to the intelligence. Chega de viver de jornais e política. Eu quero deixar a mente ir além. Sinto saudades disso. E estudar é diferente de ler. São duas metas de 2016.

Voltar a ter vida social talvez seja um lance. Sair com pessoas, conversar com pessoas, transar com pessoas. Não ia mal nenhum desses. Mas… Preguiç 💤 💤 💤 💤 💤. Logo, essa é a meta/desejo pode ser. Um ~se vier é lucro~, sacou?

Eu viajei bastante ano passado. Queria viajar mais esse ano, sair do país (Não por mais de duas semanas!), mas não sei se vai rolar. Tenho prioridades. Se rolar vai ser do caralho!

Politicamente, eu queria que as coisas andassem. Porque nenhum dos meus desejos/metas vai pra frente se o Cunha derrubar a República. Logo, República, se segura, minha filha! Como disse Wagnho, “Não é retomada, é preparação para a retomada.”. Vamos preparar com tudo que 2017 quero voltar a ser só funk ostentação!

No mais, quero novidade! Adoro fortes emoções! (Em fortes emoções não inclua desemprego, deusa.) É isso.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated é foda’s story.