PORO ABERTO

O Poro Aberto nasceu como um Tumblr em setembro de 2015, há exatos três anos. A ideia inicial era escrever sobre música, sobre discos recém-lançados ou clássicos, sobre os shows que assisto, toda semana, de artistas nacionais e internacionais pelas cidades que ando. Comecei a frequentar shows e festivais independentes quando fiz 15 anos. De lá pra cá vi e ouvi muita coisa, em muitos lugares. E tudo que se relaciona à música e às artes, de uma forma geral, me interessa. É sobre isso que é esse página: sobre música, sobre arte, sobre sociedade.

Com o tempo, a fotografia e o vídeo foram me interessando cada vez mais, então o Poro Aberto hoje é sobre tudo isto e está abrigado no site www.poroaberto.com.br, mas os textos exclusivos para o projeto serão postados aqui no Medium. E postarei, em retrocesso, três textos que escrevi este ano. Os demais estarão sempre disponíveis no Tumblr de mesmo nome.

Meu nome é Pérola, sou socióloga, com graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia; mestrado e doutorado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Nesses doze anos de academia, meu tema de pesquisa sempre foi a música.

O nome Poro Aberto pode, à primeira vista, até parecer nome de clínica de estética, mas foi inspirado numa música de Gui Amabis, gravada em seu primeiro disco — Memórias Luso-Africanas –, que se chama Swell. Foi assim porque, quando criei o projeto, um dos primeiros textos que publiquei era uma crítica ao trabalho de Amabis, que recém lançava seu terceiro disco, Ruivo em Sangue. E, escutando Swell, achei que poderia tirar dali um nome.

e vou correr por toda a tua pele
tentando encontrar um poro aberto
pra infiltrar em você

É como a música, tomando nosso corpo.

www.poroaberto.com.br