Saiba o Significado de 1G, 2G, 3G, 4G, CDMA, GSM, GPRS, EDGE, UMTS, WCDMA, HSPA…

Como a telefonia celular funciona?

Antes de começarmos a falar sobre as tecnologias já utilizadas pelas operadoras de telefonia, vamos mostrar brevemente como funciona o sistema de telefonia celular.

Pra começar, você precisa entender que o sistema de comunicação funciona através do envio e recebimento de ondas de radiofrequência.

Essas ondas são emitidas pelas ERBs (Estações de Rádio Base) que também são conhecidas pelo nome popular de “antenas”. Veja abaixo:

Essas antenas são responsáveis por mandar o sinal em uma pequena área chamada célula, de onde surgiu o termo “celular”.

As Estações de Rádio Base são controladas pela CCC, que significa Central de Comutação e Controle.

Veja como funciona o processo de ligação por um telefone móvel.

  1. Ao realizar a ligação seu celular se comunica com a ERB mais próxima;
  2. Por sua vez, a ERB encaminha a sua ligação para o CCC;
  3. Dependendo do destino da chamada ela é encaminhada para a ERB ou para o CCC de outra região;
  4. Essa se comunica com o celular que vai receber a ligação.

Para entender melhor:

Você pode conferir a localização de todas as antenas de sua operadora clicando aqui e informando seu estado e município.

Tecnologia 1G

1G, ou primeira geração, foi uma tecnologia muito utilizada na década de 1980 pela rede AMPS, do inglês Advanced Mobile Phone System, que era formada por sistemas analógicos e só era possível fazer transmissão de voz.

Tecnologias 2G

2G, ou segunda geração, foi uma tecnologia que ficou popular na década de 1990 em que o telefone celular começou a ser mais utilizado pela população e o sinal mudou de analógico para um sinal digital com as tecnologias mais utilizadas CDMA e GSM.

O que é CDMA?

CDMA: Code Division Multiple Access (Acesso Múltiplo por Divisão de Código, no português) é um método de acesso aos sistemas de comunicação. Ele pode ser utilizado tanto para telefonia celular como para o GPS.

Utilizava prefixos da família de normas da TIA IS-95 da Telecommunications Industry Association, empresa que padronizou os sistemas celulares digitais de segunda geração conhecidos popularmente como CDMA ou cdmaOne e que são baseados no IS-95.

O que é GSM?

GSM: Global System for Mobile Communications (Sistema Global para Comunicações Móveis, no português) é o método mais utilizado em todo o mundo. Ficou conhecido também como 2G.

Como esse padrão de normas foi utilizado em vários países facilitou que acontecessem os acordos internacionais de Roaming para empresas de telefonia.

Outro fator positivo que ajudou o GSM crescer foi a utilização de criptografia ao realizar uma chamada, o que aumentou a segurança nas ligações.

Essa tecnologia foi responsável por implementar a utilização de chips nos celulares e assim tornou possível a mudança de telefone sem a perda do número.

Tecnologias 2,5G

O 2,5G, ou segunda geração e meia (apesar de não ser reconhecida oficialmente por esse nome), foi uma tecnologia intermediária para a tecnologia 3G, já que se tratava de um serviço mais rápido que o 2G para a transferência de dados (mas de velocidade inferior à 3G).

O que é GPRS?

GPRS: General Packet Radio Service (Serviço de Rádio de Pacote Geral, no português).

Essa tecnologia proporcionou o aumento na velocidade de transferência de dados além de permitir ao usuário se manter sempre conectado à internet.

Para iniciar a conexão com a internet na rede GSM o aparelho precisava fazer um processo que demoraria entre 15 e 30 segundos, o que não foi mais necessário com o GPRS.

Essa tecnologia também permitiu que as operadoras cobrassem pelo serviço de internet de acordo com a quantidade de dados utilizados, ao invés de cobrar de acordo com o tempo que a pessoa permanecesse conectada.

O que é EDGE?

EDGE: Enhanced Date Rates For GSM Evolution (Taxas de Dados Ampliadas para a Evolução do GSM, no português).

É uma evolução do GSM e alguns chamam de tecnologia 2,75G, por estar mais próxima da tecnologia 3G.

Ainda é bastante utilizada em algumas regiões do Brasil e seu principal diferencial é que a capacidade de transferência de dados foi aumentada com relação às redes apresentadas anteriormente e para isso não foi preciso mudar a frequência em que opera.

Tecnologias 3G

3G, ou terceira geração, é a evolução do 2G que veio para implementar novos padrões de comunicações definidos pela União Internacional de Comunicações.

Sua principal característica é o aumento significativo da capacidade de usuários de serviços de voz e dados referente à antiga tecnologia 2G.

Hoje em dia é a rede em que a maioria dos brasileiros estão conectados.

O que é UMTS?

UMTS: Universal Mobile Telecommunication System (Sistema Universal de Telecomunicações Móveis, no português).

Esse padrão tem como objetivo oferecer serviços com a mesma qualidade da rede fixa e também diversas facilidades como a tarifação justa para utilização de serviços de multimídia e também uma velocidade de conexão de até 2 Mbps.

O que é WCDMA?

W-CDMA: Wide-Band Code-Division Multiple Access (Acesso Múltiplo por Divisão de Código de Banda Larga, no português).

É a tecnologia utilizada na rede 3G UMTS que permite uma velocidade superior às redes anteriores.

Isso possibilitou uma nova gama de serviços de multimídia como voz, imagens, vídeos, som digital, etc.

Essa tecnologia é tida como padrão pelo ITU (União Internacional de Telecomunicação) com o nome de IMT-2000 Direct Spread, e suas principais evoluções são os padrões HSDPA e HSUPA.

O que é HSPA (HSDPA / HSUPA)?

HSPA: High Speed Packet Access (Acesso à Pacotes de Alta Velocidade, no português) é o nome dado a evolução da tecnologia WCDMA.

Ela utiliza 2 padrões: o HSDPA (High Speed Downlink Packet Access ou Acesso de Pacote de Downlink de Alta Velocidade, no português) e o HSUPA (High Speed Uplink Packet Access ou Acesso de Pacotes de Uplink de Alta Velocidade, no português).

O HSDPA é um serviço de transferência de dados que trabalha dentro do WCDMA e que permite o download com uma velocidade de até 14,4 Mbps.

Já o HSUPA é um serviço de transferência de dados que também trabalha dentro do WCDMA e que permite o upload com uma velocidade de até 5,76 Mbps.

4G: o que é LTE?

LTE: Long Term Evolution (Evolução de Longo Prazo, no português) é um padrão ao qual as operadoras que utilizam o GSM e o WCDMA estão se adaptando.

Esta nova tecnologia de rádio permite velocidades de 150 Mbps de downlink e 50 Mbps de uplink (taxas máximas).

O LTE tem compatibilidade com o GSM e HSPA, o que significa que ao mudarem para esta tecnologia não precisam descontinuar a tecnologia anterior.

Você pode ver mais informações sobre as tecnologias e padrões utilizados ao decorrer da evolução da tecnologia de telefonia no vídeo a seguir feito pela equipe do Olhar Digital.

Obrigado por dedicar seu tempo com a leitura desse artigo. Esperamos ter te ajudado! Se você gostou, clique no coração que você vê logo abaixo desse parágrafo. Isso é muito importante para nós e você estará espalhando informação de qualidade a outros leitores. Forte abraço!!!

Originally published at portaldeplanos.com.br on April 04, 2017.