Corrida de rua exige orientação médica

Fisioterapeuta alerta sobre periodicidade e tênis corretos para o exercício

créditos: freepik

Uma das atividades físicas mais praticadas pelos brasileiros, a corrida de rua cresceu muito recentemente e continua ganhando vários adeptos. Praticar exercício sempre é uma ótima opção para melhorar a qualidade de vida, mas, junto com o aumento da prática, cresce também o número de pessoas machucadas. Portanto, é necessário fazer uma avaliação antes de dar início à corrida para não começar com o pé esquerdo.

A maioria das pessoas que desejam começar a correr tem o hábito de ir a lojas de tênis e escolher calçados que podem não ser os ideais para o seu tipo, conta o fisioterapeuta André Nogueira. “Em algumas lojas, os vendedores fazem o teste de pisada para indicar o calçado ideal. A avaliação feita em loja, no entanto, é muito simples. Não basta apenas olhar para o pé, há pisada neutra, supinada (borda externa) e pronada (pisa pra dentro). A indicação do tênis pode ser fundamental pra você machucar o pé ou pra te ajudar”, explica o fisioterapeuta André Nogueira.

O fisioterapeuta alerta que a falta de utilização de um tênis adequado pode ser prejudicial à circulação. “Antes de iniciar a prática da corrida, o ideal é que a pessoa procure um especialista, para que seja feita uma avaliação física de controle do movimento”, explica.

Praticar exercícios físicos é sinônimo de uma vida mais saudável, mas é necessário procurar ajuda especializada. A prática da corrida sem orientação, por exemplo, pode trazer graves consequências à saúde. O especialista indica que o exercício seja gradual, que primeiro se inicie uma caminhada e depois uma corrida não diária, até se alcançar o tempo ideal. “O excesso de corrida pode causar dores no joelho e deixar os músculos tensos, inflamando-os”, avisa André Nogueira.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.