Comeu

Tocou com delicadeza

Mas também socou

E bem gostoso

Na escuridão do quarto

Seu corpo eu não via

Mas ele todo eu sentia

Quando,

pela minha barriga

a língua passava

meu corpo estremecia

A boca

gemia

E eu

me contraia

O pau que me roçava

Era o mesmo que eu chupava

E momentos depois

Me penetrava

A cada bombada

um afago

A cada afago

um arrepio

A cada arrepio

uma empinada

A cada empinada

uma socada

E de.

s o c a d a.

em.

s o c a d a

Aquela gozada.

Seguida,

de uma sincronia de risada