Vazio

Sabe, eu sempre fiz o tipo escritora.. Já escrevi tantas cartas que até deus duvida. Mas de um tempo pra cá, parece que tive um bloqueio, simplesmente não tinha mais o que escrever sobre nada. Mas, mais um vez você mudou algo na minha vida, me trouxe novamente a vontade de desabafar num texto.

Agora tudo que sinto é um vazio, existe um abismo bem na minha frente. Nada descreve como é se sentir incapaz, incapaz de querer fazer, querer mostrar, e não poder. Ninguém sabe a dor que é te ver cruzando aquela porta com o medo de que nunca mais volte. Quero que tenha motivos pra voltar, e sei que tem, e sei que são enormes.

Acho que nessa vida sempre fui meio errada, sempre me senti como uma bicicleta na contra mão desviando dos carros, dos buracos, tentando apenas chegar inteira no final daquela jornada. E as vezes na vida, encontramos pessoas que nos dão a mão e nos ajudam a ir se equilibrando nessa jornada, deixando as coisas mais fáceis, mais leves.. Eu achei essa pessoa, e eu a perdi.

A cada lembrança um sorriso, um pouco dolorido, mas cheio de amor.

Like what you read? Give Prin a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.