MINÚCIA

Por Priscilla Souza

A história de uma cidade permanece viva de várias maneiras, entretanto, alguns detalhes passam despercebidos na rotina atribulada do mundo contemporâneo. Sorocaba divide o desenvolvimento urbano com o resquício de construções antigas, prédios que são vistos, mas pouco observados. O espaço físico se transforma e muito das memórias que compõe o lugar se perdem. O objetivo deste projeto é por em evidência os ricos detalhes da arquitetura histórica de Sorocaba e para isso três prédios foram escolhidos: Palacete Scarpa, Chalé Francês e Estação Ferroviária.

PALACETE SCARPA

Inaugurado em 1922, foi cede do primeiro banco a se estabelecer em Sorocaba. Ao longo de sua história comportou diversos estabelecimentos e hoje abriga a secretaria de cultura do município.

Tombado em 2013, como um dos patrimônios históricos de Sorocaba, destaca-se pela arquitetura, seguindo o estilo neoclássico e assumindo linhas greco-romanas.

CHALÉ FRANCÊS

Construído em 1910, serviu inicialmente como moradia para os engenheiros da antiga Estrada de Ferro Sorocabana. O nome vem por influência das telhas francesas que compõe o casarão, entretanto, o seu estilo arquitetônico é inglês. Hoje é um espaço cultural e cede do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), núcleo Sorocaba.

ESTAÇÃO FERROVIÁRIA

Localizada na avenida Dr. Afonso Vergueiro, uma das principais vias de Sorocaba, a Estação Ferroviária abriu as portas em 1875. Enquanto em atividade, passou por várias administrações, hoje, encontra-se desativada e aguarda reformas. Patrimônio arquitetônico de Sorocaba, apresenta estilo neoclássico.