Nada é em vão.

Nem mesmo as folhas que caem no outono, responsáveis em proteger a árvore do frio que se aproxima.

E assim como as Quatro Estações do ano, a vida é feita de fases.

Tudo passa. Os tempos mudam. Todo e qualquer desafio possui um propósito. E só então crescemos e evoluímos com as dificuldades.

É um caminho cíclico, longo, porém perfeito processo de amadurecimento pessoal a cada estação. A cada mudança.

Por mais longo que seja o inverno, é certo que a primavera chegará.

E com ela novos galhos, cores e possibilidades. Florescendo depois de um período de escassez.

Crescer. Renascer. Viver.

Após mais uma resistência à neve, a floresta se torna forte. E assim, as pequenas plantas crescem e se transformam em Árvores da Vida.

Quando a semente é fértil, germina em qualquer lugar estéril.

Às vezes achamos que não estamos prontos ou não somos fortes o suficiente para enfrentar a maré cheia…até percebermos que possuímos o poder de controlar nosso próprio barco.

A forma como navegamos depende das nossas táticas de velejo; o modo perfeito de conduzir as velas em meio aos temporais, da vivência no mar. O grande e extenso mar da vida, pronto para ser explorado.

Pelos corajosos.

O vento forte é só um detalhe para um navegador experiente.

Navegar é preciso.

Like what you read? Give Maju a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.