#OcupaChicoAnysio, resiste!

#OcupaChicoAnysio, policiais contrariando palavras do Governador estavam dentro da escola

Dia 8 de abril, por volta as 21:00 o cenário que encontramos no Colégio Estadual Chico Anysio, contrariando a fala do Governador em exercício Dornelles, de que não haveria polícia dentro de escolas, foi o de: um camburão e policiais do lado de fora e três policiais do lado de dentro da escola… Fora isso, na unidade escolar se encontravam também, três burocratas da Secretaria de Educação (SEEDUC) e o diretor da unidade escolar, além de dois estudantes, que resistiram fortemente a toda forma de coerção que sofreram, por terem decidido ocupar a escola. Foram os únicos que restaram, de cerca de 80 alunos que iniciaram o movimento a tarde.

Policias entraram na escola sem mandato, opressão a gente vê por aqui

Os estudantes relataram que foram pressionados por integrantes da SEEDUC e por policiais militares para deixarem a unidade, sendo que houve uma espécie de coerção, chegando ao ponto dos representantes da secretaria ligarem para os responsáveis dizendo que o Conselho Tutelar seria chamado e que os pais poderiam ser processados caso os menores de idade ficassem no local, o que legalmente não procede, pois, o jovem tem o direito assegurado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente a livre manifestação política.

Advogados se encontraram no local, além de muitos apoiadores das ocupações, sendo esses pais de alunos, professores da rede e midiativistas, que estavam ali para garantir que o direito de ocupar dos estudantes fosse preservado, mesmo com toda essa arbitrariedade que estava em curso. O diretor não abriu mão de que quando saísse, iria para a delegacia registrar queixa contra os dois estudantes (que eram maiores de idade), isso tornou a situação ainda mais absurda.

Na saída, direção e representantes da seeduc, tiveram que ser escoltados pelos policiais, pois os presentes que acompanhavam a consolidação da ocupação fizeram um forte movimento de hostilização, tamanha a revolta com o que havia ocorrido na ocupação do Colégio Estadual Chico Anysio.

Representantes da Seeduc foram intensamente hostilizados e…
O diretor foi para a delegacia de camburão

Considerado a “menina dos olhos da SEEDUC”, em sua faixa de ocupação podia-se ler “lutando para que todas as escolas sejam de referência”, um exemplo que deveria ser observado em tempos de individualismo, pois, a educação é para todos e é de qualidade, ou não cumpre seu papel social.

Para que todas as escolas sejam de referência

Para conhecer mais sobre a #OcupaChicoAnysio, visite:

https://www.facebook.com/Ocupa-Chico-Anysio-694656714005665/