Conversor Digital do Bolsa Família: como fazer o agendamento

O governo federal anunciou que, a partir de 2016, os 14 milhões de beneficiários do Bolsa Família passarão a receber um conversor digital para receber sinal de TV. A medida faz parte do plano de mudança da transmissão analógica para a digital.

Atualmente, a maior parte dos lares brasileiros ainda recebe sinal de antenas comuns pela plataforma analógica. Porém, esse tipo de sistema vai acabar até 2018. A entrega dos conversores vai permitir que os televisores dos beneficiários fiquem preparados para a nova era da TV no Brasil.

O que vem no kit

As famílias receberão um kit contendo o conversor digital, um controle remoto e uma antena externa. A instalação deve ser feita por conta do beneficiário. Quando o equipamento estiver em funcionamento, será possível assistir aos mesmos canais que você tem na sua TV atualmente, porém, com uma qualidade superior de imagem e som.

Quem tem direito a receber

O kit de TV digital gratuito está sendo distribuído a famílias que participam de algum programa social do governo, como o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida, assim como aquelas que possuem NIS (Número de Identificação Social) ativo. Além disso, veja quem também tem direito a receber o aparelho:

  • Aposentados de baixa renda que estejam cadastrados no CadÚnico.
  • Desempregados que estejam cadastrados no CadÚnico.

Quem não tem direito a receber

Se a família estiver com NIS inativo no momento, não será possível receber o kit. Por exemplo: caso o cadastro do Bolsa Família tenha sido bloqueado ou cancelado, a entrega do conversor não será realizada. Além disso, famílias que tenham renda superior a três salários mínimos também não têm direito a receber o equipamento.

Entrega

O cronograma de entrega do conversor digital foi iniciado em fevereiro de 2016 no município de Rio Verde, localizado no Estado de Goiás. Em outubro do mesmo ano, a distribuição foi feita em Brasília e nas cidades da região. Para 2017, a chegada do aparelho já está programada nas seguintes cidades:

  • São Paulo
  • Rio de Janeiro
  • Belo Horizonte
  • Vitória
  • Goiânia
  • Salvador
  • Recife
  • Fortaleza
  • Outras cidades do Estado de São Paulo e do nordeste

Já em 2018, o equipamento estará disponível para os moradores das capitais e cidades maiores das regiões:

  • Sul
  • Centro-Oeste
  • Norte
  • Todo o interior de São Paulo e Rio de Janeiro

Como agendar a retirada do kit

O kit para a TV digital será entregue em um local definido pela administração do Bolsa Família no seu município. Você pode fazer o agendamento para retirar seu conversor através do site “Seja Digital”, ou fazendo uma ligação gratuita para 147. Veja como proceder:

1. Acesse o endereço www.sejadigital.com.br;

2. Na página, você deve clicar em “Alterar” para informar sua cidade;

3. Agora informe a cidade onde você mora e clique em “Entrar”;

4. Depois disso, o site vai retornar automaticamente para a página inicial. Localize a seção “Programa de Distribuição de Kits” e clique no botão “Agende já a retirada do seu kit gratuito”.

5. Na próxima etapa, você deve digitar o seu NIS e clicar em “Buscar”. Caso o site não reconheça o NIS, informe o seu CPF. Digite apenas os números, sem pontos ou hifens. Se o site também não reconhecer o seu CPF, isso significa que você não tem cadastro nos programas sociais do governo. Portanto, você não tem direito a receber o conversor.

6. Em seguida, você verá a seguinte mensagem: “Você não possui um celular cadastrado. Informe um número para receber um SMS com a data, hora e local de retirada”. Você deve clicar em “Quero cadastrar meu celular”.

7. Informe o número do seu celular com o DDD e clique no botão “Clique para enviar um código para seu celular”. Depois disso, você vai receber um código por SMS para inserir no site e prosseguir com o agendamento.

8. Para escolher o local de retirada mais próximo, você deve informar o CEP da sua residência. Se preferir, você também pode pesquisar um ponto de retirada manualmente.

9. Logo em seguida, o site vai exibir uma lista com todos os pontos de retirada possíveis. Escolha o seu preferido e clique em “Continuar Agendamento”.

10. Para finalizar, escolha uma data e um horário e clique em “Confirmar Agendamento”. Agora é só aguardar o dia para retirar o conversor digital do Bolsa Família no local que você escolheu.

O que colocar no campo de Mobilizador?

O Mobilizador é a pessoa que te fornece orientações sobre o agendamento do kit de TV digital. Por exemplo: se você for no CRAS da sua cidade pedir informações sobre a retirada do conversor, o funcionário que prestar atendimento é um Mobilizador. O mesmo acontece com as pessoas que atuam como voluntárias em mutirões do programa “Seja Digital”, ou aquelas que dão explicações pelo telefone 147.

Como agendar sem celular

Também é possível agendar a retirada do kit se você não tiver celular. Veja como fazer:

1. Após informar o seu NIS, clique no botão “Não possuo celular”.

2. Na página seguinte, você deve selecionar uma resposta para a pergunta “Como você ficou sabendo sobre o agendamento para a retirada do kit conversor?”. Escolha uma das opções e clique em “Continuar Agendamento”.

3. No próximo passo, você deve escolher um ponto de retirada e clicar em “Continuar agendamento”.

4. Para finalizar, escolha uma data e um horário para retirar o kit e clique em “Confirmar agendamento”. Depois disso, você só precisa aguardar o dia para pegar o seu conversor digital.

Agendamento por telefone

Caso esteja com dificuldade para fazer o agendamento pela internet, entre em contato pelo número 147 e peça orientações para realizar o agendamento da retirada do kit.

Número do protocolo perdido

Se você perdeu ou esqueceu de anotar o número do seu protocolo, não se preocupe. Entre em contato pelo telefone 147, informe o seu NIS solicite a numeração novamente.

Documentos para retirar o kit

Lembre-se de levar o número de protocolo e seus documentos para retirar o kit na data agendada. Ao chegar no local de retirada, informe o número do NIS, o protocolo e apresente um documento de identificação com foto. Pode ser a Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Carteira de Trabalho.

Quem pode retirar o equipamento

Apenas o Responsável Familiar ou um componente da família com o documento de identificação poderá retirar o kit. Não será possível receber o equipamento se a pessoa não informar o NIS.

Agendamento indisponível na sua cidade

Você só consegue saber se o agendamento está disponível para a sua cidade após informar o NIS. Caso ainda não esteja, você deve informar seus dados para receber informações sobre a retirada do kit posteriormente. Digite o seu telefone e seu e-mail e clique em “Enviar”.

Vale lembrar que o agendamento segue o calendário de desligamento da TV analógica. Quando o sistema estiver próximo de ser desativado na sua região, você receberá o contato da equipe do Seja Digital para retirar o conversor.

Aplicativo

Uma das grandes novidades relacionadas ao conversor digital é a possibilidade de assistir produções nacionais a qualquer momento. Graças a uma parceria com o Ministério da Cultura, o aparelho é equipado com o aplicativo “Quero Ver Cultura”.

Esta plataforma similar ao Netflix vai disponibilizar filmes, documentários, curtas-metragens e outros programas audiovisuais.

A grande vantagem, contudo, é que não será necessário possuir conexão com a internet para acessar o conteúdo. A programação será transmitida através do sinal da própria antena.

Será possível armazenar de cinco a dez produções no conversor por semana, de acordo com a preferência da sua família. O acervo do “Quero ver Cultura” deve oferecer aproximadamente 25 mil produções para o aplicativo.

Facilidades

Além do aplicativo de filmes, com o conversor digital do Bolsa Família você também poderá consultar uma série de serviços diretamente da tela da TV. Veja o que você poderá fazer:

  • Consultar o extrato do Bolsa Família
  • Consultar informativos públicos
  • Consultar vagas de empregos
  • Consultar serviços bancários
  • Consultar o sistema de marcação de consultas
  • Consultar serviços públicos federais, estaduais e municipais

Calendário de desligamento da TV analógica

Acompanhe o calendário e veja quando o sinal analógico vai ser desligado na sua cidade:

  • 15/02/2016 — Rio Verde (GO)
  • 26/10/2016 — Brasília (DF), Águas Lindas de Goiás(GO), Cidade Ocidenta (GO), Cristalina (GO), Formosa (GO), Luziânia (GO), Novo Gama (GO), Planaltina (GO), Santo Antônio do Descoberto (GO), Valparaíso de Goiás (GO)
  • 29/03/2017 — São Paulo (SP)
  • 31/05/2017 — Goiânia (GO)
  • 26/07/2017 — Belo Horizonte (MG), Fortaleza (CE), Juazeiro do Norte (CE), Sobral (CE), Recife(PE), Salvador (BA)
  • 27/09/2017 — Campinas (SP), Franca (SP), Ribeirão Preto (SP), Santos (SP), Vale do Paraíba (SP)
  • 25/10/2017 — Rio de Janeiro (RJ), Vitória (ES)
  • 31/01/2018 — Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS)
  • 28/03/2018 — Bauru(SP), Presidente Prudente (SP), São José do Rio Preto (SP), São Luís (MA)
  • 30/05/2018 — Belém (PA), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Manaus (AM), Teresina (PI), Aracaju (SE), Natal (RN)
  • 28/11/2018 — Boa Vista (RR), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Macapá (AP), Palmas (TO), Paraná (Oeste do Estado), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Rio de Janeiro (interior), Rio Grande do Sul (Sul do Estado), São Paulo (interior)
  • 05/12/2018 — Blumenau (SC), Jaraguá do Sul (SC), Joinville (SC), Campina Grande (PB), Dourados (MS), Caruaru (PE), Petrolina (PE), Rondonópolis (MT), Feira de Santana (BA), Vitória da Conquista (BA), Governador Valadares (MG), Juiz de Fora (MG), Uberaba (MG), Uberlândia (MG), Imperatriz (MA), Marabá (PA), Mossoró (RN), Parnaíba (PI), Santa Maria (RS)
Show your support

Clapping shows how much you appreciated Programas Sociais Brasil’s story.