As cervejas da Escola Norte-americana

Boa parte do que se chama de movimento da cerveja artesanal aqui no Brasil se deve à redescoberta da cerveja ocorrida nos EUA nos anos 80. Cansados de beberem a tradicional cerveja lager, sem complexidade de aroma e sabor, muitas pessoas começaram a reproduzir em casa, de forma bastante rudimentar, receitas clássicas da Europa, como as pale ales e as India pale ales. Muitas microcervejarias abriram as portas e, aproveitando a disponibilidade de matérias-primas locais, começaram a surgir receitas com uma característica própria. E qual seria essa característica?

Em uma palavra: lúpulo. Um dos 4 ingredientes básicos da cerveja (malte, água, lúpulo e levedura), o lúpulo é uma planta que confere aroma e amargor às cervejas. E as variedades norte-americanas possuem um aroma frutado e cítrico bem pronunciado, podendo lembrar manga, maracujá, melão, limão, frutas exóticas etc. Os americanos são aficionados pelo lúpulo, muitos se declaram hop lovers (amantes de lúpulo) e chegam a ostentar belas tatuagens dessa planta. O uso em grandes quantidades de lúpulo, tanto pra aroma quanto para amargor, fez com que os americanos desenvolvesses toda uma linha de cervejas enquadradas como american. O melhor exemplo são as American India Pale Ales, hoje chamadas só de IPA (IPA, Double IPA, Red IPA, Black IPA, Belgian IPA, Juice IPA), etc. Geralmente cervejas extremas, bastante amargas e aromáticas.

De uns tempos pra cá, o experimentalismo yankee vem deixando o lúpulo de lado e os cervejeiros vêm fazendo muitos testes com madeira, recuperando estilos clássicos de cervejas ácidas (sours) antes produzidas em locais específicos, como a Alemanha e a Bélgica. Se você quiser saber como os EUA influenciam o padrão de consumo brasileiro, basta dar uma volta na Feira Experimente e contar quantas IPAs e quantas Sours você vai encontrar. A quantidade é tão grande, que precisaríamos de uns 3 dias de feira para que as pessoas pudessem degustar todas as opções!

___

Quer aprender mais sobre as escolas e os estilos de cerveja? Inscreva-se no curso de Introdução ao Mundo da Cerveja: Escolas e Estilos da Escola Experimente e aprofunde seus conhecimentos cervejeiros.

https://www.sympla.com.br/escolaexperimente

_Este conteúdo foi co-criado com a Escola Experimente, uma escola para quem tem sede de conhecimento sobre as cervejas artesanais.

_Rafael Reis é cervejeiro caseiro, sommelier de cerveja, especialista em tecnologia cervejeira e coordenador da Escola Experimente.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.