Atenção, cervejeiros, preparar para o embarque.

Quando se pensa na França, vem à mente da maioria das pessoas a alta gastronomia e os tradicionais vinhos franceses, como Bordeaux, Borgonha e o Champanhe. Mas o país é também um importante consumidor e produtor de cervejas.

Nos bares, a influência belga é notável. Em quase todo lugar é possível beber a blonde ale da Grimbergen ou então a Hoergaarden, uma witbier que costuma ser servida com uma rodela de limão siciliano para ficar ainda mais refrescante. Quem tiver a oportunidade de visitar o país, não pode deixar de experimentar a 1664, uma cerveja leve, porém bastante aromática e saborosa. Mas, entre todas, sem dúvidas a cerveja mais consumida é a Kronenbourg, produzida por uma cervejaria da região de Estrasburgo, na fronteira com a Alemanha.

Um pouco mais ao norte, na fronteira com a Bélgica, localiza-se uma importante região produtora de cerveja, que, historicamente, abrigou uma série de mosteiros que produziam cerveja para consumo próprio. Hoje, boa parte dessa produção se encontra em território belga, mas a tradição é preservada em ambos os lados. Ainda é possível beber, por exemplo, as bières de garde francesas, cervejas produzidas nas fazendas durante uma estação e guardadas para serem consumidas na estação seguinte (o termo significa literalmente “cerveja de guarda”). Essas cervejas geralmente possuem tom alaranjado, aromas frutados e condimentados, são encorpadas e com baixo amargor. São complexas, saborosas e, como estamos falando da França, bastante versáteis na gastronomia!

Ficou com vontade de experimentar as cervejas francesas? Então anote aí na agenda para não perder esta conexão.

Dia 13 de maio, das 11h às 18h, na Praça Quatro Elementos, no Jardim Canadá.

_Este conteúdo foi co-criado com a Escola Experimente, uma escola para quem tem sede de conhecimento sobre as cervejas artesanais. Inscreva-se nos cursos através do Sympla https://www.sympla.com.br/escolaexperimente

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.