o cabo do teletrônico mensageou: OUT U R FIRED BITCH

sometimes this little shit catches me up
and man…
it’s a mess…

eu chorava só com a voz
um desespero infantil patético
usando verbo pra disfarçar a lágrima
e sorriso falso psicótico

mas daí as lágrimas começaram a cair de verdade
Vai corre
corre pro vestiário

DAMN! I’m really fucked up!!!
smell that?!
that’s anguish
is it good?
I’d rather name them than felling
with some other words, to keep them away from me

distracted me outside
at list it’s mine to cry

sick of the same

vadia enrustida
bem vestida com crachá de escrava 
serve comportadinha
limpinha, engomadinha
Daddy likes it

minha prisão tem tesão concretado e ar condicionado

não suja a roupa! FUCK!

o que está tentando fazer? Poesia?

poetas de verdade são aqueles que dormem no próprio vômito
vestem a mesma roupa suja de suor e mijo uma semana inteira
se masturbam com a própria dor

vai logo, pega os lencinhos na bolsa
Enxuga o óleo da cara com papel toalha aromatizado artificialmente
seca as manchas da roupa
ri desesperadamente
da tua ridicula atitude

joga o café com adoçante da janela
vontade de me jogar desse décimo andar
mas alguem lhe grita de algum lugar
alguem que não tem nem teu sangue nas veias
mas nas mãos

o que é que corre mesmo nas tuas veias?
não humilhe as baratas…

-Falta a unidade de imagem…
-Que?
-Está despedida…

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Pá Tirícia’s story.