Memórias da Infância

Alguém assistia ou lembra de Popolocrois? Acho difícil! Para falar a verdade, nem eu lembro direito de como era o anime. Lembro vagamente dos personagens principais: uma princesa, uma bruxinha e o Pietro. Porém, há uma coisa que eu nunca esqueci: a música de abertura.

A música de abertura de Popolocrois é como um desses pequenos fios que por algum motivo não são cortados e nos levam diretamente para uma época do passado. Lembranças que de alguma forma fazem parte de quem somos. (Lembrei de Divertida Mente :])

Quando eu era criança, o tema de Popolocrois já deixava meus olhos cheios de água. Revendo o vídeo hoje, a reação foi a mesma. Dois versos em especial me deixam muito emocionada:

“Escute…
Mesmo que seja um inimigo
Tem um sonho a realizar…”

e

“Eu luto, eu venço, depois eu quero só perdoar..”

Gente, olha o tanto de compaixão nesses versos. Quando escutei isso pela primeira vez eu era apenas uma criança, mas já achava incrível a ideia de sempre perdoar e de tentar entender que aquele que vemos como “inimigo” é também um ser dotado de medos, de sonhos e de vontades.

Pode parecer um pensamento muito sofisticado para uma criança, mas na verdade não é. Crianças podem não saber nomear, mas conhecem e vivem todos os sentimentos genuinamente.

Imagine um mundo onde todos tivessem a delicadeza de entender o diferente, de respeitar o inimigo e perdoar? Seria incrível!

Quando criança, eu realmente acreditava nessa possibilidade e era um máximo um desenho martelando isso todo santo dia na minha cabeça. Eu ficava emocionada, era a “TV” falando de compaixão, e se a “TV” estava falando, então, todos estavam aprendendo. Essa é uma das boas coisas das criança: acreditar. Realmente acreditar no bem. Aquilo que quando viramos adultos chamamos de ingenuidade!

Eu não lembro bem de Popolocrois, mas esse anime, em toda sua delicadeza, deixou em mim a crença no perdão e a vontade de entender mesmo aqueles que fazem coisas que não aprovo (veja bem, entender não é o mesmo que aprovar).

Rever este vídeo hoje, foi como encontrar os sonhos da Sam criança e encher meu coração de esperança. Vivemos uma época tão complicada, tantas dúvidas, tantas dores… mas sabe, a receita para melhorar não é muito complicada, parte dela está bem ali, na musiquinha fofa da abertura de um anime e qualquer criança entende muito bem.

Após tudo isso, meu conselho para hoje é: revisite suas crenças de criança, muitos tesouros estão guardados lá!

A abertura para quem ficou curioso:

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.