Tópicos sobre o meu amor por Brasília (parte I)


CÉU


Não é difícil amar o céu de Brasília, ele aparenta ser mais próximo, instável, amplo e intenso.

A natureza instável do céu brasiliense é uma das características que mais me encanta. Olho agora: céu azul. Olho 10 minutos depois: mistura de cinza, amarelo e rosa… é assim, mutável e belo.

Há quem não ache nada demais no céu da capital. Natural, nem todos nascem com o olhar voltado para as alturas. Penso que o brasiliense desde a infância aprende a valorizar o céu e toda beleza que ele proporciona, somos sensíveis as delicadezas do nosso “mar”.


ÁRVORES


Nunca vi uma cidade tão arborizada quanto e como Brasília. Há quem fique chilicando pela falta de árvores na Esplanada do Ministérios. Meus caros, fora do Eixo Monumental quase não há espaços sem árvores.

Quase todo dia pego o Eixão, e não há paz maior que aquela pista larga, cheia de árvores ao redor. Árvores que mudam de acordo com a estação e que contam a história da cidade.

Tenho muito orgulho do nosso interesse pelas árvores. É época de Ipê amarelo? roxo? tem branco também? Já é época de flamboyant? Nunca vi nada semelhante!


HORIZONTE


Jackson do Pandeiro disse tudo:

O planalto é tão lindo
Que a gente tem a impressão
Que bem ali bem pertinho
O céu encosta no chão

Sensação de liberdade, o horizonte sempre me proporciona

(Continua…)

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Samara Correia’s story.