Achei o perfil no facebook do rapaz que Twittow isso.
Andre Paulo
5

Andre, o texto fala de cultura de estupro, que vai muito além do ato. Percebemos como o estupro é aceito como normal na sociedade quando vemos esse tipo de comentários, que as pessoas que fazem veem como humor. Não são todos os que comentaram que estuprariam a Valentina ou qualquer outra menina, mas apenas o fato de dizerem isso em uma rede social mostra como o estupro, um ato de extrema violência, tão horrível que é condenado até por presidiários, é considerado irrelevante e motivo para piadas. A cultura de estupro é isso. Fazer piadas, culpar as vítimas, agir como se não houvesse nada errado em sexualizar uma menina de 12 anos ou até mais novas, como no caso da Melody.

Este assunto precisa ser discutido, a cultura de estupro precisa ser combatida e, mesmo que esse rapaz seja apenas alguns anos mais velho que a menina, devemos cuidar para que os meninos, crianças e adolescentes, entendam que o que é errado, o que é contra lei, o que é violência infantil, o que é abuso sexual. A idade é irrelevante nesse caso.

Também acho o uso da palavra ideologia incorreto, porque cultura de estupro não é um assunto que expresse as ideias de um grupo específico. Abuso sexual deveria ser um assunto em comum, não discutido apenas por uma parte da sociedade. TODOS deveriam ser contra o estupro, contra a cultura de estupro. Não é uma questão “mulheres contra os homens”. É uma questão de certo e errado, apenas. Estupro É errado, NÃO existe sexo consensual com crianças, NÃO devemos sexualizar crianças por elas terem certos comportamentos de adultos… etc, etc, etc.

E não, esses comentários não foram, não são e nunca serão uma “brincadeira de péssimo gosto”. Estupro e pedofilia + piada são combinações impossíveis.