arrepio de pancada

chapada diamantina — julho 2016

os ancestrais na montanha
pela certeza do lugar que ocupam 
nos pés, um aviso
as pedras pressionadas
em volta do fogo
se roçam se estranham
se partem
na água se bebe e mergulha 
se afoga do alto
se abisma
no coração da terra
sopra a dança que se anuncia
num movimento ascendente 
sob cada uma das folhas
nas minhas costelas
resta se o tronco suporta
aquela ventania no olho
do cavalo que levanta as patas dianteiras
e nas raízes firmes no ventre do mundo
os ancestrais na lua cheia
uivam onde a alma escuta
o umbigo é um vale 
e todo bicho é um ímã.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Raquel Medeiros’s story.