medo

Eu estou com medo. Muita gente vai me dizer que é normal sentir medo, que é comum isso acontecer com tantas mudanças ao mesmo tempo, mas eu nunca tive medo de mudar.

Eu estou com medo de ficar só, de não ter ninguém com quem contar por perto, de não ter saída. De estar perdida. É um medo que dói, que pesa no peito, que muda a cada instante e que não para de mexer comigo.

Um grande “E agora?” se forma no meu cérebro e corrói a forma como eu vejo o mundo. E agora? Como vou conseguir me virar? Como faço para disfarçar a solidão? O que eu faço para não sentir pena de mim mesma? Como vou fazer isso funcionar?

Dúvidas e mais dúvidas que não sei se vou encontrar resposta tão fácil, mas eu tenho que pensar, certo?

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.