poeMEU

Escreverei um soneto 
Sonolento, quem sabe? 
E dedicado a um rochedo 
A sua persistencidade.

Escreverei mais uma quadra, 
Para jogar basquete, que tal? 
Com umas quarto alas 
E um armador bestial.

Tentarei continuar a estrofe, 
Metaforicamente sonetada, 
Em três rimados goles

Em três finais cartadas. 
E assim, senhores meus, 
Desistirei desse mal feito poeMEU.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.