somos tão jovens

O dia ideal, para mim, começaria às 16h. O dia é mais bonito e mais leve a partir desse horário. Eu faria tudo que não tenho vontade de fazer às 16h. Eu faria tudo que não tenho coragem às 16h.

Mas muitos bancos não abrem depois das 16h. E o dia seria muito curto para realizar a grande quantidade de coisas que têm surgido nas minhas listas.

Crescer é complicado. Você precisa deixar de lado alguns caprichos, precisa esquecer sua menina voluntariosa e precisa parar de responsabilizar a bebida pelos seus erros. Talvez parar de beber. Você precisa organizar melhor sua rotina, sua mente e seu coração. Você precisa otimizar seu tempo para que tudo se organize.

Vai dar certo? Essa carga toda é pesada, dá medo. Mas não há mais espaço para medo. É difícil dizer isso, mas também não há mais tempo para adiar esse momento. Nem tudo no mundo acontece no ritmo dos nosso passos, e precisamos acompanhar o movimento lá fora. A vida não começa às 16h. A vida não vai frear para que eu não tropece no caminho.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.