Pessoas emocionalmente estáveis

O que são?
Onde vivem?
O que comem?
Pra quê elas servem?

Vem cá e me dá um abraço
Você
Que não sabe dar um laço
No cadarço
Do coração

Vem cá e dança comigo
Você
Que tem muitos amigos
Mas vez ou outra
Se pega em solidão

Vem cá e me faz um carinho
Você
Que se sente tão sozinho
Mesmo cercado
Da multidão

Vem cá e me fala de flores
Você
Que coleciona tantos amores
E não consegue
Firmar uma paixão

Vem cá e me conta a sua história
Você
Que só sabe guardar na memória
Muitas derrotas e
Flashs de desilusão

Vem cá e continua este texto
Você
Que reconheceu o meu pretexto
De confessar a instabilidade
De toda a emoção

Like what you read? Give Rafaela Pereira Damasceno a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.