Como você e seu filho podem aprender música juntos

Minha linda esposa e meu primogênito — Jan/2010

Parte 1 — TREINAMENTO RELÂMPAGO PARA PAIS

O que é Música e do que ela é feita?

Pietà (Michelangelo) Fonte: Wikipedia
The Swan (C. Sain Saëns) Fonte: YouTube
Exemplo de instrumentos com sons graves, médios e agudos (Fonte: YouTube)
Photo by Rajesh Rajput on Unsplash
  • um timbre característico que faz com que reconheçamos ser uma flauta tocando;
  • uma altura, que é a própria nota executada;
  • uma intensidade (o som vai ser fraco, médio ou forte) e;
  • uma duração (será um som longo ou curto).
Exemplo de melodia
(Fonte: YouTube)
Exemplos de Pulsação
Fonte YouTube
Fonte YouTube
Fonte YouTube
Fonte YouTube
Fonte YouTube
Fonte YouTube
Fonte YouTube
Fonte YouTube
Fonte YouTube

Parte 2 — MÃO NA MASSA! APRENDENDO MÚSICA JUNTO COM SEU FILHO

Agora chegou a sua vez!

Uma breve explicação acerca do descobrimento e conhecimento de novas músicas

Antes de prosseguirmos, gostaria de falar um pouco sobre a importância de um repertório rico de obras musicais e canções.

  • o repertório formado pela música folclórica e;
  • o repertório da música clássica.
  • Bebês recém-nascidos até por volta dos seis meses*: 10min está de bom tamanho/um pouquinho por dia
  • 7 meses até 2 anos*: de 10 a 15 min./um pouquinho por dia
  • 2 a 4 anos: 20 a 30 min./1 ou 2 vezes por semana
  • 4 a 7 anos: 30 a 45 min./ 1 ou 2 vezes por semana
  • 7 em diante: 1h/ 1 ou 2 vezes por semana
  1. Tempo para Escutar, Apreciar e Compreender e
  2. Tempo para Expressar-se e comunicar-se através da linguagem musical.
  • Sensório-motor: através da percepção dos elementos musicais escutados vocês darão uma resposta sensorial, utilizando diferentes movimentos ou partes do corpo. Por exemplo, para diferentes partes de uma música, movimentos diferentes do corpo, conforme exemplo no vídeo abaixo:
Meus filhos se movimentando ao som de Mussorgsky
  • Afetivo: trata da parte mais subjetiva da música. Através da escuta descobrir novos sons e diferenciá-los em termos de sentimentos (alegre, triste) e de adjetivos (feio-bonito)
  • Mental: É onde os conceitos musicais são formados. É o nível da Categorização e Generalização de certos aspectos inerentes às estruturas musicais: semelhança-diferença; complementação-simplificação; coleção-seleção; classificação-ordenamento; associar-dividir; análise-verificação; correção-crítica; transferência; discussão -hipótese, etc.

Atividades Práticas

Colocarei as atividades com título em negrito+itálico e depois uma breve descrição da atividade.

  • Deitar no chão;
  • Correr até o centro em um local predeterminado;
  • Correr para os cantos;
  • Brincar de estátua. O pai pode dar comandos: estatua alta, estatua baixa, algum animal, pássaros, etc. atividades e trabalhos como pintor, músico, bailarina…
  • Vozes: esse exercício dá para ser feito com três ou mais pessoas. Uma pessoa fica virada de costas para o grupo e tenta descobrir qual é o companheiro que o chama, guiando-se pelo timbre da voz. Uma variação da brincadeira pode ser com os componentes do grupo alterando o timbre da própria voz, falando com o nariz tampado ou outra alteração.
  • Objetos: deixar cair sobre uma mesa ou no chão. Podem ser de materiais diferentes (pregos, lápis, livro, etc.) ou semelhantes (somente objetos de madeira ou de metal, etc. de tamanhos diferentes ou qualidade)
  • Ações: quebrar um pau, escovar a mesa, rasgar e amassar um papel, arranhar um cartão, raspar um pente, etc.
  • Instrumentos de percussão diferentes.
  • Jogo da “cabra cega“: uma criança com os olhos vendados assinala o lugar da casa onde o companheiro fez ouvir a sua voz ou produziu um som com um instrumento de percussão.
  • Ainda de olhos vendados seguir o pai ou a mãe que caminha dando fortes passos ou tocando uma instrumento, orientando-se de acordo com a direção em que se deslocam o som.
  • Se estão sendo realizados movimentos com a música, nos lugares correspondentes aos silêncios, as crianças devem permanecer imóveis, ou podem “indicar“ o silêncio através de uma batida de palma ou um movimento diferente e preestabelecido.
  • Se estão acompanhando a música com instrumentos de percussão, as crianças fazem um movimento de “tocar no ar“, para que o instrumento não soe.
  • Uma variação deste jogo pode acrescentar a audição interna. Canta-se ou toca um fragmento melódico ou rítmico, faz-se silêncio para imaginar o som que foi feito, depois repete-se o fragmento como um “eco“.
  • “perguntas e respostas“. O papai ou a mamãe começam a cantar e logo depois pede que o filho termine a melodia “porque se esqueceu“ ou “porque está cansado“
  • Sobre uma palavra ou frase a criança improvisa indefinidamente. Você pode pedir, por exemplo, que ela cante sobre sua “mão“. Ela pode incluir “mãozinha“ e outras palavras espontâneas.

Atividades Musicais para bebês

Coloco esta parte em separado por entender se tratar da parte mais delicada.

Atividades Musicais

No que se refere à criação de um Momento Musical entre vocês, repetimos a orientação já dada anteriormente: Bebês até por volta dos 7 meses não necessitam mais do que 10 ou 15 minutos de atividades musicais por dia.

Conclusão

Um professor de música japonês chamado Schinichi Suzuki, descobriu algo impressionante: “As crianças japonesas falam japonês!“

Ainda Precisa de Ajuda?

Se você ainda não se sente capaz de dar conta da tarefa, eu tenho uma oferta especial para você.

Unlisted

--

--

--

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store