Precisa-se de “faz acontecer”

Mãos, juntas.

via

No meio de tanta gente precisando de emprego e tanta empresa procurando profissional especializado, percebi um detalhe que fica no ar:

AS PESSOAS PRECISAM DE PESSOAS PARA QUE AS COISAS ACONTEÇAM

Sim, em letras gritantes para que o Brasil possa entender de vez: As coisas acontecem porque pessoas fazem. Se a rua está limpa, alguém foi lá e varreu. O lixo, pra onde foi? Uma pessoa veio buscar e foi levar lá longe onde não fede para você. Aquela comida deliciosa não nasceu sozinha. Mãos araram a terra, colocaram sementes cuidadosamente, pediram por chuva — e choveu (pra provar que não estamos sozinhos, há uma força maior que rege tudo isso aqui para você poder ficar confortável em seu lar). Depois disso, e de tempo, as mãos colheram, outras venderam, e outras prepararam, até chegar nas suas mãos.

Agora, por que será que a conta não bate?

Temos muitas mãos — 13,5 milhões no Brasil, prontas para fazer, e do outro lado, empresas com vagas abertas. Não é estranho?

Seria generalizar demais, mas talvez, uma parcela destas empresas tenham esquecido que pessoas são seres humanos limitados e estão buscando por robôs ilimitados que não existem. Super-heróis que apagam fogo, tocam flauta e pulam corda ao mesmo tempo, fluente em três idiomas, com pós da pós e que aceitem um salário mínimo, que é a média na região.

Então estamos aqui: eu e você, com a força de nossas mãos, esperando um milagre. Milagres existem, não discordo de forma nenhuma, mas enquanto isso, por que não damos as mãos? Mesmo que só sirva de afago, mesmo que só siga de consolo, nós não precisamos de mais ódio, discussão. Estamos todos no mesmo barco! Não faz sentido essa luta por qual lado é melhor ou pior, aliás, ainda bem que estamos cada um para um lado. Se todo mundo estivesse do mesmo lado no barco, este afundaria.

Continuando com o pensamento do início do texto, pessoas precisam de pessoas. Você com certeza a essa altura já sabe o que você é capaz de fazer. Talvez a gente possa trocar o que fazemos com o que não sabemos fazer neste momento de crise. Escambo, troca. Antigamente era assim, e depois virou dinheiro. Conheço pessoas que trocaram serviços por serviços, e deu certo. Afinal, todos fizeram o que sabiam fazer, e receberam o que não sabiam. Saldo positivo.

O Brasil não aguenta mais ser só espectador. O Brasil precisa de gente que faz acontecer! Se você tem atitude de aprender e garra pra fazer acontecer, as empresas é que estão perdendo de não ter você lá.

Então corre encontrar quem precisa de você e procure quem você precisa. ❤

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.