Sobre Elvis, mantras e cuidar dos negócios

Ele mudou a história do rock. Vendeu mais de um bilhão de discos. Seu show “Aloha from Hawaii” teve mais audiência do que os primeiros passos do homem na lua.

Mas a parte que nem todo mundo sabe é que Elvis tinha (ou tem se você é desses que acredita que ele ainda está vivo) um mantra pessoal.

Até aí, tudo bem. Prince resolveu ser chamado por um símbolo e Lady Gaga pediu para uma mulher vomitar nela durante uma apresentação no SXSW. Excentricidades? Mais ou menos. Um estudo publicado no European Journal of Social Psychology constatou que pessoas que eram informadas sobre o comportamente estranho de artistas tinham propensão maior a gostar da sua obra.

Mas voltemos ao mantra. Os anos 60 não foram fáceis para Elvis. Entre 64 e 68, suas músicas deixaram de frequentar o Top 10. Seus discos fracassaram em vendas. Nem os singles não foram bem.

Como o inferno tem subsolo, o relacionamento com sua mulher, Priscila, já estava com dias contados. A separação viria em alguns anos depois que ela revelou que estava tendo um caso com o professor de karate.

Foi mais ou menos nessa época que tal do mantra apareceu. “Taking Care of Business in a Flash”, abreviada como TCB e associado a um raio.

Cuidar dos negócios. Esse virou o motivo pelo qual ele deveria estar ali. Todo o tempo. E em tempo real, antes mesmo do conceito de social media existir. Cuidar dos Negócios era dar para o público o que ele queria. Da escolha da banda ao repertório. E na época isso incluía até aquelas roupas cheias de brilhos e lantejoulas.

Cuidar dos negócios virou uma obsessão para Elvis. Se você procurar, o TCB pode ser visto em tudo: anéis, roupas, correntes, no avião particular e até no nome da banda que o acompanhou em Las Vegas.

E não é que depois do mantra a carreira do Elvis voltou a decolar? Pode ser apenas coincidência, é claro. Mas, como o European Journal of Social Psychology disse, depois de conhecer a excentricidade, a gente tende a admirar ainda mais o artista.

Se encontrar o Elvis por aí vou falar isso pra ele.