Educação Corporativa: Fazendo o simples!

Em muitos momentos me perguntam o que faria de diferente nas Empresas com relação a Educação Corporativa. Então aproveito para dividir 3 pontos importantes que por serem óbvios acabam sendo negligenciados.

  1. Se o cobertor está curto, seja cirúrgico no investimento. Escolha muito bem onde aportará energia e $$$ para fazer a diferença alinhando sempre com a estratégia da Cia. Desenvolver “treinamentos” pasteurizados atingindo um grande público para atender o check-list de entrega do ano pode não fazer a diferença na prática além de gastar dinheiro onde não deveria.
  2. O conteúdo é um pequeno “pedaço” do processo aprendizagem. Além de definir as metas de aprendizagem e depois medi-las, existem mais 2 grandes gargalos que nem sempre são olhados com carinho que são os processos de Sensibilização dos participantes e dos stakeholders e o processo de Sustentação. Foco nessas duas questões são fundamentais.
  3. Fazer o simples bem feito. Surfar a onda da inovação é bacana mas precisa fazer o básico de forma incrível. Estou falando de ter muito bem estruturado o Processo de Aprendizagem proporcionando engajamento e resultado. Tendo isso, será natural surgir a demanda por algo novo para complementar a solução de aprendizagem. Temos que lembrar que é o cachorro que abana o rabo e não o contrário.

Para fechar existe uma evolução em RH como um todo mas em um ponto de extrema importância essa evolução ainda é lenta. É a revolução dos números. #peopleanalytics #estatística

Falarei um pouco sobre isso mais a frente.

Até a próxima!