1

Vossa majestade Imperial

Como bem sabe nas morenas praias de Septus 2 gerações e mais gerações se banharam. É fato que mesmo impérios intergalácticos ,com uma ocasional multidimensionalidade precisam de balneários onde seus ricos e poderosos se reúnem.

O luxo e a luxúria, não basta um representação perfeita da experiência impressa em seu córtex cerebral e controle tão absoluto quanto desejado dessa experiência pessoas escolhem tomar a pequena chance de desaparecer em viagens intersetoriais e a pequena mas sempre presente chance de escorregar em uma pedra lisa e bater a cabeça, como acaba de acontecer, para se divertir com o sol,a água salgada e supreendentemente com a areia.

Mas isso apresenta um custo

A mera existência desse balneário cria todo um mercado, ilegal, que custa trilhões anuais em tratamentos ao governo imperial de câmaras de bronzeamento como um símbolo de status.

Considerando a responsabilidade do império sobre seus entes, o custo das teleconferência, os honorários do judiciário, os custos das indenizações aqueles que batem a cabeça e não morrem e o custo espetacular de pagar a indenização aos mortos diretamente.

Os custos excepcionais da manutenção da paz e dar ordem no planeta. Indícios de sonegação tão galopante que o auditor que vos fala se viu impossibilitado de pagar seus impostos. As ofertas repetidas de propina para evitar que essa carta fosse escrita além é claro de uma tentativa de assassinato.

Vejo-me obrigado a recomendar o fechamento permanente da instância com a suspensão por 50 anos das ponderações sobre a abertura de novas concessões.

Havok Lamb,Auditor Imperial

-Majestade, com todo o respeito. Isso não pode ser permitido. O caos que causará no conselho de lordes sozinho…

-Leoncitus,eu já tive 20 anos,já estive em Septus. A grande surpresa aqui é a existência daquele planeta foi permitida por 300 anos. Mas o fato é que ou nós renovamos a frota ou um passatempo para pessoas com muito mas muito mais dinheiro que senso.

-A frota pode esperar, nós podemos colocar coberturas anti derrapantes nas pedras, fazer assinarem isenções de responsabilidade, com certeza existe uma maneira.

-Os meus três predecessores disseram a mesma coisa sobre a frota. E aqui estamos nós com o retorno da pirataria depois de séculos. Medidas de segurança não adiantam, quando você tirar à autenticidade da experiência as pessoas subirão as escarpas, pularão dos penhascos em direção ao abismo. E dia após dia chegarão ações cobrando responsabilização imperial. E você sabe muito bem disso. Infelizmente o que tem que ser feito, será.