Ditadura Disfarçada

Nesta segunda-feira, ativistas brasileiros da ONG Conectas se pronunciaram diante do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas em Genebra, denunciando o Governo Alckmin pela violência da PM.

O crescente processo de criminalização do direito de protesto no Brasil fez com que a polícia agisse de forma agressiva, uma das vítimas foi a jovem Deborah Fabri, de 19 anos, que perdeu a visão do olho esquerdo por um estilhaço de bomba.

Além da tradicional violência, provas forjadas, torturas e declarações inventadas, a PM pode estar utilizando uma outra técnica comum de regimes totalitários: a infiltração de agentes disfarçados do governo, com o objetivo de neutralizar alguns protestos de oposição. Como por exemplo a prisão de jovens antes dos protestos contra o impeachment no domingo dia 4/9. Essa prática também denunciada pela ONG remete às épocas mais obscuras da história da nossa região.