SOBRE SER OURO E SER BARRO

Parte I: Ser Barro

A primeira coisa a se compreender a cerca destes conceitos é que não se referem a visão externa a respeito de uma pessoa. Não é o que os outros pensam a respeito dela, apesar de influenciar diretamente nesse aspecto.

Ser ouro ou barro está relacionado a como a pessoa se posiciona na vida, a suas perspectivas para si mesmo e à sua autoimagem. Pessoas geralmente têm muitas vulnerabilidades, fraquezas, frustrações, inseguranças e toda sorte de mazelas que as fazem ter uma visão subestimada de si mesmas. É o complexo do barro, que resulta na instabilidade e dependência emocional, subversão da realidade e supervalorização da opinião externa, idolatrando o feedback exterior (assim mesmo).

Os problemas oriundos de ser barro é insucesso ou a não-realização em quase todas as áreas da vida, principalmente as que envolvem relacionamento, levando o indivíduo a sentir-se insatisfeito e a necessitar de cada vez mais estímulos vindos de outras pessoas, que reforcem sua autoafirmação e que ponha o mundo na órbita de seu ego.

Isso funciona como uma narcótico: uma vez que o ser barro experimenta esses estímulos, ele se torna cada vez mais dependente deles, o que gera uma distorção da realidade e o faz exigir cada vez mais das pessoas, estímulos e mais estímulos como elogios, demonstrações de afeto, presença, entre outros. O ser barro conduz a pessoa ao egoísmo, à egolatria.

Ele vive para si e até quando faz algo gentil por outra pessoa, não o faz porque realmente se importa com ela, o faz pelo mesmo motivo que alimentamos porcos antes que um deles vá parar em nossa mesa.

O ser barro dificilmente aceita a mudança porque isso envolve alterar seus paradigmas, sair de sua zona de conforto. É um sedentário de meia tonelada que acha que é melhor morrer sufocado na própria gordura à tentar reverter seu quadro mórbido através do esforço e encarar a mudança nos seus hábitos estilo de vida.

Quer saber quantas pessoas são barro? Espere, não corra para a janela procurando um ser barro, se você está lendo isso e pensando em alguém que você conhece, provavelmente você é um sedentário, na melhor das hipóteses, se não, é ser barro. Se você pensou em si mesmo, é hora de fazer algo e encarar a metanóia. Veja quantos relacionamentos frustrados, quantas amizades interrompidas, quantas pessoas magoadas, ofendidas, deprimidas, inseguras e… espere a lista é grande, está me dando um cansaço de escrever essas coisas, pense por si — Você entendeu — veja quantos casos de pessoas que se enquadram nessa descrição. Sim, todas essas que você pensou e muitas outras. Em maior ou menor grau, a maioria das pessoas são de barro. Poucas delas são ouro. Isso faz muito sentido, não faz? Barro você encontra em qualquer lugar. O ouro… ahh você sabe o quão difícil é acha-lo. De outra forma, porque ele seria tão valorizado?

Se você é barro, está na hora de fazer um upgrade. Se você leu isto com os olhos esbugalhados e soltou uma exclamação Up-o-quê?!… calma não estou te xingando, apenas afirmo sem sombra de dúvida que você precisa evoluir, se transformar, entrar no casulo. Ah e não se desespere se você não sabe onde diacho fica a porta do casulo, na próxima nota, falaremos sobre isso. 
Dica: não é no fim do arco-íris.

Beijos, até a próxima! 😘

PS: Eu não sou aquela tia gorda amante de gatos que fica enchendo a gente de beijo toda vez que há uma reunião de família, só me empolguei, tá? 😅#Fui

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.