MISTURA DIGNIDADE COM UM POUCO DE ORÉGANO PRA VER QUE DELÍCIA

Vários dias condenado a comer macarrão e comidinhas ruins feitas por mim mesmo.

Aí chego na casa da minha mãe e encontro arroz e feijão.
Feijão preto.
Eu tô meio que passado mal.
De tão bom.
Gente, chamem a polícia.

Sei lá quais outros países comem essa linda mistura Ying Yang.
Mas vamos fingir que é só o Brasil.
Por isso que a gente é ótimo.
A gente tá sempre feliz.

Os EUA não.
Os EUA não conseguem ficar de boa.
Fazem guerra adoidado.
Lógico, porque não comem arroz e feijão.
Comem carne com vegetais.
Um bife e duas vagens, sei lá.
O prato parece um enfeite de mesa.
Eu não tenho nem talher pra isso.
Gosto de meter a colherada bem cheiona.
Bem povão.
Bem BR.

Deviam jogar arroz e feijão na abertura das Olimpíadas.
A bandeira do Brasil devia ser preta e branca igual um pratão gostoso.

O nosso país é ótimo.
Vejam:
Em que outro lugar você encontra Inês BRASIL?
Em que outro país a expressão “deita na BR” seria um sucesso?
Em que outro canto do mundo você acha aqueles pratos de vidro azul ou marrom que só a nossa classe média tem?
Que mané porcelana.
BR é arte, caraio.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.