PASSA O COCÔ NO DÉBITO?

Desculpem o linguajar.
Mas deve ser a primeira pergunta no FAQ da rodoviária de Guarapari (ES).

Tá lá a placa: banheiro R$2,00.
Devo lembrar que estamos tratando aqui do nobre ato de urinar ou defecar?
Tão nobre quanto democrático.
Dois reais pra usar o banheiro, isso não existe!
Funcionário paga?
Pra trocar fralda de bebê também paga?

Do folclore brasileiro, minha lenda preferida tem sido a desse banheiro público.

Mas isso é o de menos, acreditem.
Humilhante mesmo é cobrarem por um direito básico.
Temos aí a ONU, que não me deixa mentir.
Insulto é ter que pagar pra realizar as necessidades básicas de um ser humano:
usar o wifi.

Três reais.
Sim, 3 golpinhos por um usuário e uma senha.

Se tem algo que a vida me ensinou é que qualquer coisa que custa quase um Kinder Ovo é caro.
Quem levanta a tampa do vaso encontra até surpresa.

Até quando?
Revoltante.
Fora isso, fora Temer.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.