- VC TROCA ESTE APARTAMENTO MOBILIADO POR UMA TAMPA DE GARRAFA?????
- SIIIIIIMMMM!!

[Mais um relato quase selvagem]

Foi tipo isso que aconteceu uma vez que fui assaltado.
Faz tempo.
Acho que foi cerca de 2 Androids e 1 iPhone atrás.
O que deve dar uns 3 anos, se você usa capinha.

Lembrei hoje no ônibus enquanto olhava pro nada pela janela.
Igual quando você se sente num clipe chuvoso.
Mas fiquei com medo de repararem.
“Olha aquele menino sem amigos, sem vida, rindo alto sozinho que otário”.
Essas coisas.
Decidi começar a gritar e a fazer barulho de peido com a língua pra fora, e desci no primeiro ponto.
Na vida (pelo menos na minha), às vezes é preciso se fazer de doido pra passar menos vergonha.

Mas enfim.
Voltando.
O que aconteceu 3 celulares atrás foi:
Eu estava chegando pra me arrumar na casa de um amigo pra sairmos depois.
A rua era bem escura, tipo trevosa mesmo.
Rua de quem vai morrer sem ninguém saber.
E, óbvio, eu estava mexendo no celular.
Todos sabemos que, de acordo com a Constituição Brasileira, isso significa “assalte-me se puder”.
Avistei uma pessoa no final da rua, mas não dei bola.
Mas deveria.
Mas não poderia.
Sou míope.

Vale lembrar que, numa rua escura, um iPhone 4 com brilho no máximo deixava o Iluminismo no chinelo.
Sacou? Iluminava… kakakaka.
Muito bom.
Continuando.

Quando fui guardar o celular, atrás de mim um menino:
- Passa o celular, perdeu. Passa logo.

Virei bem devagar e olhei com uma cara que vocês vão imaginar na fala a seguir.

- Eeeeuhein….. Ah não, meu celular não. Você quer dinheiro? Dinheiro eu posso te dar, mas você não vai levar meu celular.

- Tá. Pode ser então.

- Ó, vou pegar minha carteira no bolso e lá tem 3 notas de 2, ok?

Abri a carteira.
3 notas de dois.
Entreguei.
Ele foi embora.

Gente.

VOCÊS TEM NOÇÃO QUE ELE ME VENDEU O MELHOR IPHONE DA ÉPOCA POR 6 REAIS TROCADOS??????

Em que escola de assaltantes ele se formou???
Quase que chamei ele de volta e perguntei se era zuera.

Mas pensando bem, trocado é sempre bom.
Imagina, vai pedir uma pizza “Traz troco pra iPhone”.
Num dá.

Mas gente, seis reais.
Até hoje fico indignado.

O Brasil não está preparado para as Olimpíadas.