Desconexo

Em busca de uma conexão mesmo que ela seja unilateral, afinal nunca fui correspondido pelo meu mundo de fantasias e ilusões.

A dor do amor sempre compensa mesmo que vivida só, mesmo que consumido por você mesmo, como uma chama de um fogão ligada sozinha até se esgotar o gás.

O tempo me ensinou que ninguém quer saciar a fome do outro apenas devorar o que você é e sente pra se alimentar pelo ego ou vaidade.

Mais uma noite escrevo sozinho, me deito sozinho, durmo como se fosse capaz de adormecer e acordar amado. Não digo amor de mãe ou de amigo, mas amor de dividir as coisas, tristezas, alegrias e experiência.

Algumas pessoas vivem pra ser ricas, outras pra ter fama, algumas pra ter uma casa, um carro ou uma estabilidade financeira. EU vivo pra viver um grande amor, uma grande aventura sem pé nem cabeça, algo que me preenchesse e me fizesse importante de forma única e unilateral sem igual pra alguém que quer estar comigo.

Sempre que abro meu coração uma ferida nova se abre e nunca se fecha apenas consome e desgasta tudo que eu tenho pra dar e receber.

Desconexo sem nexo buscando conexão em um turbilhão de emoções e sem sentido.

Like what you read? Give Ramon Felipe a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.